+ Responder Tópico
  1. #1
    Suspenso
    Info
    Registro
    Feb 2008
    Mensagens
    1.685
    Verdinhas
    0

    [comofasmob] Sugestão para a produção de jogos?

    Alguém sabe como funciona isso ou se porventura sequer é uma possibilidade?

    Tive algumas idéias e queria mandar pra alguma produtora, mas não imagino sequer se eles trabalham dessa forma, em função de todos os estudos de mercado relacionados a uma idéia.

    É viagem minha ou de repente pode acontecer e até levar algum $$$ com isso ?

    Vlws.
    Abraço.

  2. # Publicidade
    Publicidade

  3. #2
    Membro Avatar de IrmaoDoSasuke
    Info
    Registro
    Sep 2007
    Mensagens
    7.705
    Verdinhas
    1804

    Cara, acharia legal as empresas terem um canal pra "filtrar" essas ideias, até porque eles pagam muita gente pra "pensar" nos jogos, em inovações, enquanto tem uma legião de jogadores que volta e meia tem uma "ideia de gênio" hehe.

    Mas por outro lado, imagina o problema que seria se envolvesse pagamento? Eu dou uma ideia A, semana que vem outro cara daria uma ideia A+1, e por aí vai.. seria completamente inviável pensar em "recompensa". Pior: Imagina você dando uma sugestão de um jogo foda, e por acaso a Activision lança a historia que você sugeriu no próximo Call of Duty? Você com certeza ia entrar na justiça dizendo que sugeriu, que tem provas do e-mail enviado, etc etc. Infelizmente a grande maioria dos seres humanos são muito FDP com essas coisas.

  4. #3
    Membro
    Info
    hardMOB Platinum User
    Registro
    Jul 2002
    Mensagens
    17.701
    Verdinhas
    4640

    Sou professor num curso de games numa faculdade no interior de SP, pelo incrível que pareça estavamos coversando esta semana com uns representantes da engine que vamos usar, no caso, conversamos muito sobre estas questões de direito autoral e afins e a coisa é bem mais segura que se imagina, só que o brasileiro ainda faz games de forma errada.
    O maior problema em terras tupiniquins é que um jogo é pensado como uma massa única, feita por uma ou duas pessoas, por isso a maior parte dos cursos de games, estes vendidos na internet tem um perfil do tipo "venha, aprenda desde programação até modelagem e faça seu jogo".
    Você pode até fazer um jogo, mas desta forma, ele fica limitado, por isso que a maior parte das produções brasileiras pecam em vários aspectos, se tornando simplórios.
    O fato é que nos EUA não há convergência em um único profissional, e sim, em vários até mesmo de outras áreas, a convergência acontece no aspecto de formação. No caso seu, com certeza você seria um roterista do jogo, mas claro, não precisa parar por ai, muitos jogos tem enredos, arcos dramáticos e afins polidos ou até mesmo totalmente escritos por roteristas de livros ou filmes. Entende a convergência?
    Assim como outras áreas, como o design, a parte de modelagem, código, animação é muito bem separada, quase que células que trabalham sozinhas (em empresas grandes, como a que conversamos com os gringos, eles quebram as células a cada 20 pessoas).
    Pudera, no Brasil isso não acontece, existe ainda uma verborragia aliada a um pensamento provinciano que gente demais espalha os lucros, por isso tem gente preferindo ir pro mercado móvel a que o mercado "pesado" assim dizendo, porque o lucro vem de forma mais rápida e mais canalizado a uma quantidade pequena de pessoas.

    No caso de roteirização não entendo bem (sou de outra área), mas o ideal você deve entrar em contato com o orgão responsável no exterior pelos roteiristas, uma espécie de sindicato...sobre o roubo de idéias, isso atualmente é muito bem blindado, o roteiro não é colocado alí, e sim lido, analisado e arquivado...e qualquer semelhança com um outro lhe dá embasamento para entrar com ações devidas.
    Pudera, devemos tirar da cabeça esta coisa de roubo de idéias, quando você registra algo (como eu, designer, já fiz várias vezes) de forma correta, você pode ficar sossegado, existem orgãos pra isso. O perigo é você não registrar...desde quando comecei a trabalhar, fora de games mesmo, percebi o peso daquela frase que é quase um clichê: "quem não registra, não é dono".

    bjos

+ Responder Tópico Ir para o Fórum

Compartilhar

Permissões