+ Responder Tópico
Página 2 de 3 Primeira 1 2 3 Última
  1. #26
    Membro Avatar de PhoeniX
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Oinc Oinc
    Registro
    Jul 2004
    Mensagens
    7.374
    Verdinhas
    2931

    Citação Citando Captn Ver mensagem
    Eu nao consegui terminar Skyrim pq era sempre igual.. Quest era ir achar alguma coisa.. Sempre no fundo de uma dungeon cheio daqueles esqueletos ou ladroes.. e la tinha um boss, ou um ladrao foda ou um dragao ou um draugh azul... Pqp sempre igual.. Enche o saco com o tempo
    Eu consegui zerar...mas é bem isso aí que você falou hahahahhaa

  2. # Publicidade
    Publicidade

  3. #27
    Membro Avatar de Matanza
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    May 2008
    Mensagens
    8.389
    Verdinhas
    6705

    Eu tb perdi o interesse pelo Skyrim cedo. Tem umas quests muito legais, mas na maior parte é vc fazendo dedetização de cavernas.

  4. #28
    Membro
    Autor do tópico
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    hardMOB Platinum User
    Registro
    Jul 2002
    Mensagens
    17.744
    Verdinhas
    4637

    Eu sinceramente não consigo jogar Skyrim.
    Acho um jogo "quebrado", não sei se vocês concordam com o que digo abaixo.

    Primeiro a falta de "peso" no seu personagem, esta mania besta de agir como uma entidade que flutua, sem peso, você caminha sem parecer que está se movendo.
    Outra coisa, é uma sensação gerada por este problema, é o caso, chegar perto de uma montanha e ficar dando pulinhos até conseguir atravessa-la na força bruta. Jogar em terceira pessoa é de uma bizarrice tremenda.
    Não sei qual é o problema da Bethesda e seus bilhões de dólares, acho Skyrim um jogo sem alma, tudo é muito "morto", os NPCs tem o mesmo behavior, os animais não agem de forma convincente, os cenários tem ciclos de dia e noite que não influem em nada.

    Pra terminar a coisa que mais me deixava puto era o sistema de batalha macarrônico, baseado em socar botões e "ver se acertava".
    Pra que isso? Alguns movimentos são apenas gimmicks, animações sem sal, sem intenção alguma no gameplay.
    Agora a cereja do bolo é a forma que os inimigos agem, todos da mesma forma, você ativa a tenção deles e eles saem em disparada sem dó nem piedade atrás de você em linha reta.

    Caramba, custava a Bethesda fazer algo com a mecânica por exemplo de Farcry 3?

  5. #29
    Membro Avatar de _Kira
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Feb 2005
    Mensagens
    3.365
    Blogs
    1
    Verdinhas
    830

    Taí, outra coisa que acho que vale mencionar...

    Eu simplesmente não simpatizo com RPGs que te botam pra controlar um "avatar", aquele personagem sem voz nem personalidade, com pouca história, com a intenção de reproduzir VC naquele mundo através de um modelo 3D estereotipado para o contexto. Ou que nem mesmo mostram sua cara nas animações! Resumindo, as vezes é chato jogar Elder Scrolls e tentar "encarnar" o personagem, isso pra mim não flui natural. Não sei se quem é jogador assíduo de RPG de mesa se sente a vontade com essas mecânicas, mas não tem coisa mais "morta" do que um personagem que só reproduz suas escolhas... tudo bem que os jogos são riquíssimos em história, e em mundo/cenário, mas o jogo se torna uma enciclopédia gigante de informações, sem criar uma verdadeira experiência épica...

    Talvez seja a influência dos RPGs orientais, que sempre focaram muito na história e nos dramas pessoais, mas jogos ocidentais como Mass Effect e Deus Ex me fizeram perceber que centrar a experiência em torno de um personagem feito para o jogo (ao invés de largarem vc naquele mundo) cria uma experiência muito melhor e mais viva...
    Última edição por _Kira : 03-02-2014 às 14:52

  6. #30
    hardMOB Staff - Moderação Avatar de Kyle
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Nov 1999
    Mensagens
    13.418
    Verdinhas
    4840

    Pois é, vai lá entender, além de todos esses problemas com Skyrim ainda tinha o problema dos bugs que te travavam, ou esqueletos de dragões voando pela cidade, ou dragões que morriam pra espadadas porque resolviam descer no chão

    Mas sei lá, simplesmente me agradou, ao contrário de trocentos outros, acho que não tem muita explicação mesmo.
    Uma coisa que me agradou, porém não agradou 99% do resto do mundo, foi que o Diablo 3 agora está muito mais simples, vc sai upando de level sem trabalho nenhum de ficar olhando stats pra usar uma arma X ou armadura Y, só sair clicando e foda-se.

    Eu não teria saco pra terminar Diablo se eu tivesse que ficar "estudando" o jogo pra saber qual melhor caminho, qual melhor stats, qual melhor arma e etc. Acho que to ficando velho e ranzinza haha, porém mesmo ficando velho e ranzinza tudo tem limite nessa vida, pois eu odeio jogos totalmente lineares como CoD onde parece mais um filme que eu aperto botões.

  7. #31
    Suspenso
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Jun 2007
    Mensagens
    2.589
    Verdinhas
    3319

    Citação Citando Matheusoc Ver mensagem
    mecanica boa : Mario
    mecanica ruim: rayman
    Nossa, gosto é complicado mesmo né.

    Acho Mario incrível, mas Rayman é muito mais refinado, a jogabilidade (aceleração, peso do personagem, pulos) é milimetricamente perfeita sem dizer que o jogo é uma obra de arte, variedade e desafio triplo A.

  8. #32
    Suspenso
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Jun 2007
    Mensagens
    2.589
    Verdinhas
    3319

    Citação Citando _Kira Ver mensagem
    Taí, outra coisa que acho que vale mencionar...

    Eu simplesmente não simpatizo com RPGs que te botam pra controlar um "avatar", aquele personagem sem voz nem personalidade, com pouca história, com a intenção de reproduzir VC naquele mundo através de um modelo 3D estereotipado para o contexto. Ou que nem mesmo mostram sua cara nas animações! Resumindo, as vezes é chato jogar Elder Scrolls e tentar "encarnar" o personagem, isso pra mim não flui natural. Não sei se quem é jogador assíduo de RPG de mesa se sente a vontade com essas mecânicas, mas não tem coisa mais "morta" do que um personagem que só reproduz suas escolhas... tudo bem que os jogos são riquíssimos em história, e em mundo/cenário, mas o jogo se torna uma enciclopédia gigante de informações, sem criar uma verdadeira experiência épica...

    Talvez seja a influência dos RPGs orientais, que sempre focaram muito na história e nos dramas pessoais, mas jogos como Mass Effect e Deus Ex me fizeram perceber que centrar a experiência em torno de um personagem feito para o jogo (ao invés de largarem vc naquele mundo) cria uma experiência muito melhor e mais viva...
    Concordo 110% com sua postagem, acredito ainda que seja uma certa preguiça/medo do desenvolvedor em entregar um personagem principal sem personalidade, é como se o criador transferisse a responsabilidade da emoção pro jogador (e isso não funciona).

    Entretanto, apesar de eu achar porco esse tipo de recurso, ainda gosto muito do Fallout, espero que a nova versão traga melhorias(certo de que ainda vai ser um avatar mudo) mas pelo menos a engine do Skyrim é muito melhor trabalhada do que a de Oblivion, logo espero coisa boa para Fallout

  9. #33
    Membro Avatar de _Kira
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Feb 2005
    Mensagens
    3.365
    Blogs
    1
    Verdinhas
    830

    Rayman praticamente reinventa o gênero, e de forma esplendorosa... Mario já é bastante consolidado mas envelhece bem, e os jogos não ficam ruins. É meio que um choque de gerações, acho que não tem como necessariamente colocar os 2 no mesmo balaio...

  10. #34
    Membro Avatar de Rus Bad
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Dec 2012
    Mensagens
    1.525
    Verdinhas
    839

    Uma das coisas que me deixam mais irritado e fazem eu desistir de um jogo é mecânica de combate em jogo de RPG.

    Odeio ter que mudar de tela quando aparece um inimigo (só em pokemon isso é aceitável). Estou jogando Ni no Kuni e o jogo é fantástico mas as batalhas são extremamente cansativas, por mais que queira jogar quando começo a fazer algumas batalhas parece que o jogo não avança, é muito chato isso.

    Melhor sistema de batalha em RPG é o do Final Fantasy XII, fantástico o sistema de gamibits, poder combinar as habilidades conforme os inimigos que aparecem no mapa, tudo automaticamente ou ter a liberdade de escolher sua própria estratégia manualmente, juntando isso com a visualização dos inimigos que estão no mapa perto de você, você pode correr, lutar ou passar desapercebido.

  11. #35
    Membro Avatar de _Kira
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Feb 2005
    Mensagens
    3.365
    Blogs
    1
    Verdinhas
    830

    Citação Citando Mestre Kuro Ver mensagem
    Melhor sistema de batalha em RPG é o do Final Fantasy XII, fantástico o sistema de gamibits, poder combinar as habilidades conforme os inimigos que aparecem no mapa, tudo automaticamente ou ter a liberdade de escolher sua própria estratégia manualmente, juntando isso com a visualização dos inimigos que estão no mapa perto de você, você pode correr, lutar ou passar desapercebido.
    Já jogou FFXIII? Por mais que hajam críticas sobre o jogo, o sistema de batalhas pra mim é perfeito. É o modelo ideal de como as batalhas por turno deveriam ter envelhecido ao longo dos anos, achei viciante demais E pela demo do Lightning Returns, achei mais refinado ainda!

    A propósito, meu Ni No Kuni tá encostado lá em casa Não cheguei na parte que o jogo engrena ainda...

  12. #36
    Membro Avatar de Rus Bad
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Dec 2012
    Mensagens
    1.525
    Verdinhas
    839

    Citação Citando _Kira Ver mensagem
    Já jogou FFXIII? Por mais que hajam críticas sobre o jogo, o sistema de batalhas pra mim é perfeito. É o modelo ideal de como as batalhas por turno deveriam ter envelhecido ao longo dos anos, achei viciante demais E pela demo do Lightning Returns, achei mais refinado ainda!

    A propósito, meu Ni No Kuni tá encostado lá em casa Não cheguei na parte que o jogo engrena ainda...
    Ainda não joguei mas está na minha lista de compras.
    O ni no kuni da raiva, ontem fiquei duas horas para passar a porra de um esgoto e uma florestinha besta, muita enrolação com indas e vindas no mesmo mapa e os monstros só atrapalhavam, chegou uma hora que nem xp davam direito só aborreciam a jogabilidade.

  13. #37
    Membro Avatar de Dastan
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Feb 2011
    Mensagens
    5.513
    Verdinhas
    9932

    Essa coisa de batalhas de turno em outra tela em RPGs realmente é mt irritante. Concordo com tudo que foi dito. Usavam esse sistema pq na época não dispunham da memória que tinham disponível hoje, sei que caiu nas graças dos jogadores mas o sistema precisa evoluir sim, normalmente RPGs demoram muito pra acabar por isso, eu gosto de Zelda pq se tu quiser sair na porrada com o inimigo sai, se quiser corre, fora que depende de habilidades manuais, não de selecionar botões. Como disseram, só é aceitável em pokemon, cujo o foco é mesmo pegar os bichos e treinar, ainda assim o jogo disponibiliza repelentes pra quando vc ta de saco cheio e quer avançar sem parar para batalhar.

  14. #38
    Membro Avatar de Matanza
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    May 2008
    Mensagens
    8.389
    Verdinhas
    6705

    Falando em RPGs, to de olho nesse Divinity: Original Sin, que tá pra sair no steam.

    http://store.steampowered.com/app/230230/

    Sou meio suspeito pra falar, pq paguei um pau pro Divine Divinity que é um dos meus jogos preferidos, mas a empresa que faz essa série, a Larian, sabe fazer RPGs interessantes, e agora eles conseguiram uma baita verba no kickstarter pra fazer o ultimate RPG.

  15. #39
    Membro
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Darth-Terror
    Registro
    Sep 2005
    Mensagens
    865
    Verdinhas
    748

    Eu também concordo com o que já foi dito sobre os jogos de rpg. O sistema de entrada para as batalhas é agoniante. Lembro que para terminar um jogo da série Final Fantasy era comum o pessoal estourar o contador de 99 horas de jogo. Andar no mapa era sempre uma tristeza.
    Eu sempre gostei dos jogos de rpg, joguei muito os do snes, como: chrono trigger, Lufia 2, final fantasy V e VI, breath of fire, mario rpg. Em nenhum deles eu fiz tudo o que poderia ser feito no jogo porque era cansativo e repetitivo demais. Final fantasy acho que era o pior. Lembro que no 5 havia a questão dos pontos da "categoria ou profissão" além dos pontos de experiência. Você ganhava somente lutando contra alguns inimigos e o número de pontos era baixíssimo, levando uma eternidade para conseguir se tornar master em um categoria. A idéia era muito interessante mas a mecânica do jogo tornava-a impossível.

    Para mim desta época o melhor na questão de poder escolher se quer entrar em batalha ou não era o Shining Force do Mega Drive. Você podia ver os inimigos no mapa e se fosse ao encontro deles era iniciada a batalha. Se quisesse passar sem batalha era só desviar. Sem contar que a batalha era em modo tático, um diferencial grande naquele tempo.

    Acho que o último jogo deste tipo que joguei foi o FF VIII. Mesma agonia dos outros, lembro que terminei o jogo com somente o Squall em level 99. No último boss, somente ele ficou vivo e a última maneira de eu me curar era utilizando a skill "Curaga" que eu tinha equipado no personagem para aumentar o HP, ou seja, cada vez que eu me curava o HP máximo reduzia hahahaha
    Não lembro em quanto tempo terminei o jogo mas, deixei de lado aquelas cartas, nem tive saco pra enfrentar as Omega Weapons.

  16. #40
    hardMOB Staff - Moderação Avatar de Spidey
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Feb 2002
    Mensagens
    21.470
    Verdinhas
    1924

    Olhem o Blue Dragon, também não tem random encounters.

  17. #41
    Membro
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Mar 2010
    Mensagens
    538
    Verdinhas
    265

    Quando li "mecanica" a primeira coisa que me veio a cabeca foi a jogabilidade escrota dos WRC's atuais, o 04 e o 05 do PS2 eram magnificos, e estes ultimos lancados para PS3 viraram um completo lixo.

    Parece que o carro esta em cima de um trilho.

  18. #42
    Membro Avatar de Xi+Yj+Zk
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Jul 2008
    Mensagens
    9.729
    Verdinhas
    1967

    Citação Citando DARTH-TERROR Ver mensagem
    Final fantasy acho que era o pior. Lembro que no 5 havia a questão dos pontos da "categoria ou profissão" além dos pontos de experiência. Você ganhava somente lutando contra alguns inimigos e o número de pontos era baixíssimo, levando uma eternidade para conseguir se tornar master em um categoria. A idéia era muito interessante mas a mecânica do jogo tornava-a impossível.
    Me tornei master em varias profissões com cada personagem no FF5.

    Só li a respeito das profissões melhores para cada personagem, botei neles e fui jogando... masterizei duas ou tres profissões só jogando normal. Depois fui procurar lugar que tivesse inimigos que dessem bastante pontos de Profissão, achei um lugar que tinha inimigos que davam 5 acho.... ai masterizei meia duzia de profissões e fui de boa jogando o resto.

  19. #43
    Membro Avatar de Dastan
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Feb 2011
    Mensagens
    5.513
    Verdinhas
    9932

    Essas mecanicas dos rpgs antigos eram boas quando éramos crianças pobres que só ganhavamos um jogo de presente no natal/aniversário. Ai era show ele durar mais de 99 horas. Não que agora sejamos ricos, mas dá pra bancar uma ''nerdiada'' mais variável agora que temos o próprio dinheiro, somado as promoções da hardmob... Com muitos títulos as disposição é complicado a gente gastar tantas horas em apenas 1, ainda mais que temos menos tempo. Isso que as empresas não enxergam... ta na hora de evoluir, alguns rpgs até inovaram pelo o que eu li, mas as franquias mais consagradas parece que tem medo de mudar. Resultado ? Final Fantasy atuais não chegam nem perto do ''Hype'' que tinham nos 16-32 bits. Também são jogos que envelhecem mal justamente pelos mesmos motivos, mas pelo menos a Square pensou um pouco e lançou eles para o celular, ai sim é uma boa ele durar muito, já que jogamos para matar tempo na correria.

  20. #44
    Membro Avatar de Carranca
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Vem ser Fascista! Vem! :)
    Registro
    Oct 2010
    Mensagens
    9.699
    Blogs
    2
    Verdinhas
    18888

    Citação Citando tommy =P Ver mensagem
    Quando li "mecanica" a primeira coisa que me veio a cabeca foi a jogabilidade escrota dos WRC's atuais, o 04 e o 05 do PS2 eram magnificos, e estes ultimos lancados para PS3 viraram um completo lixo.
    Isso me lembrou o Colin Mcrae Rally 04, pra PC, que era fantástico (a física, os sons, a jogabilidade). Depois começaram a vir os Colin Mcrae Dirt X-Games e cagaram tudo, voltou a ser um jogo ordinário de rally, ou pior, porque retiraram aquele ambiente bucólico europeu pra pôr aquela frescura ridícula de X-Games de americano. Colin Mcrae morreu e hoje os jogos se chamam DiRT, apenas. Nem me animo em comprar.

    O exemplo que o Giba deu com WOW se aplica a mim com Dota2. Eu gastei umas 10 horas lendo tutoriais, assistindo vídeos, e na menor parte do tempo, jogando. Joguei até com amigo me dando dicas. Não consegui me divertir 1 minuto sequer. O pior é que todo depoimento sobre o jogo dizia que o iniciante começa a não ser um lixo completo só depois de jogar umas 100 horas...

    Não me entra na cabeça passar 100 horas sofrendo pra começar a me divertir. Achei chato pra caralho, e o pior que é o mais popular do Steam.
    Última edição por Carranca : 04-02-2014 às 14:38

  21. #45
    Membro
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Darth-Terror
    Registro
    Sep 2005
    Mensagens
    865
    Verdinhas
    748

    Citação Citando Xi+Yj+Zk Ver mensagem
    Me tornei master em varias profissões com cada personagem no FF5.

    Só li a respeito das profissões melhores para cada personagem, botei neles e fui jogando... masterizei duas ou tres profissões só jogando normal. Depois fui procurar lugar que tivesse inimigos que dessem bastante pontos de Profissão, achei um lugar que tinha inimigos que davam 5 acho.... ai masterizei meia duzia de profissões e fui de boa jogando o resto.
    Eu também fiz isso. Terminei só as profissões que tinha habilidades necessárias para terminar o jogo, por exemplo: usar duas armas, ataque duplo, GP-toss. A minha maior decepção em relação a esses pontos aconteceu no final do jogo. Depois de todo um trabalho me aparecem umas batalhas antes do final boss que dão 99 pontos

    Citação Citando Carranca Ver mensagem
    Isso me lembrou o Colin Mcrae Rally 04, pra PC, que era fantástico (a física, os sons, a jogabilidade). Depois começaram a vir os Colin Mcrae Dirt X-Games e cagaram tudo, voltou a ser um jogo ordinário de rally, ou pior, porque retiraram aquele ambiente bucólico europeu pra pôr aquela frescura ridícula de X-Games de americano. Colin Mcrae morreu e hoje os jogos se chamam DiRT, apenas. Nem me animo em comprar.

    O exemplo que o Giba deu com WOW se aplica a mim com Dota2. Eu gastei umas 10 horas lendo tutoriais, assistindo vídeos, e na menor parte do tempo, jogando. Joguei até com amigo me dando dicas. Não consegui me divertir 1 minuto sequer. O pior é que todo depoimento sobre o jogo dizia que o iniciante começa a não ser um lixo completo só depois de jogar umas 100 horas...

    Não me entra na cabeça passar 100 horas sofrendo pra começar a me divertir. Achei chato pra caralho, e o pior que é o mais popular do Steam.
    Não é a toa que o jogo é popular na steam. Quando foi lançado este mode no Warcraft 3 foi algo totalmente novo e original, foi o primeiro jogo do tipo MOBA. Ele capturou muita gente do warcraft e muitas pessoas lá daquela época ainda jogam e fazem parte deste grande número de players da steam. Tem gente nova jogando? Tem mas, realmente até aprender o funcionamento, movimentação, as skills, os counter-heros, combos, itens, counter itens, wards, farm, jungle, suport play, carry play, tanker play e orbs,leva tempo. Assim como qualquer jogo de estratégia.
    Se tem amigos que jogam, assista alguns jogos e jogue com eles. É uma boa maneira de aprender rápido se você ainda não desistiu.

  22. #46
    Membro Avatar de Rus Bad
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Dec 2012
    Mensagens
    1.525
    Verdinhas
    839

    Citação Citando Carranca Ver mensagem
    O exemplo que o Giba deu com WOW se aplica a mim com Dota2. Eu gastei umas 10 horas lendo tutoriais, assistindo vídeos, e na menor parte do tempo, jogando. Joguei até com amigo me dando dicas. Não consegui me divertir 1 minuto sequer. O pior é que todo depoimento sobre o jogo dizia que o iniciante começa a não ser um lixo completo só depois de jogar umas 100 horas...

    Não me entra na cabeça passar 100 horas sofrendo pra começar a me divertir. Achei chato pra caralho, e o pior que é o mais popular do Steam.
    Realmente até aprender você só faz cagada.

    Minha dica para aprender a jogar bem é pegar um suporte tipo Windranger mais escape e ir só aprendendo a mecânica do jogo com ele. Eu comecei jogando só de dk e depois de um tempo que dominei meu heroi ficou fácil pickar outros.

    Outra dica de ouro é montar pt cheia e pedir dicas para as pessoas que estão jogando, perguntar qual melhor heroi para pickar e que build seguir, assim você vai se divertir mais mais do que jogando sozinho.


    Se nada der certo muda o nick para alguma coisa em russo, muta todo mundo e sai jogando com qualquer heroi, só não vale conversar em português

  23. #47
    Membro
    Autor do tópico
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    hardMOB Platinum User
    Registro
    Jul 2002
    Mensagens
    17.744
    Verdinhas
    4637

    Citação Citando _Kira Ver mensagem
    Eu simplesmente não simpatizo com RPGs que te botam pra controlar um "avatar", aquele personagem sem voz nem personalidade, com pouca história, com a intenção de reproduzir VC naquele mundo através de um modelo 3D estereotipado para o contexto. Ou que nem mesmo mostram sua cara nas animações! Resumindo, as vezes é chato jogar Elder Scrolls e tentar "encarnar" o personagem, isso pra mim não flui natural. Não sei se quem é jogador assíduo de RPG de mesa se sente a vontade com essas mecânicas, mas não tem coisa mais "morta" do que um personagem que só reproduz suas escolhas... tudo bem que os jogos são riquíssimos em história, e em mundo/cenário, mas o jogo se torna uma enciclopédia gigante de informações, sem criar uma verdadeira experiência épica...
    Eis uma coisa que a Nintendo faz com maestria por exemplo em Zelda. Link não abre a boca, mas é extremamente bem construído e exprime quem ele é nas ações e na forma que as pessoas falam com eles.
    Quase todos os jogos da Nintendo o personagem principal não tem diálogo algum, no máximo gritos animações únicas, preste a atenção nisso, quase ninguém fala.
    Em Zelda Skyward tinha hora que jurava que tinha visto o Link dialogando .


    Citação Citando _Kira Ver mensagem
    Rayman praticamente reinventa o gênero, e de forma esplendorosa... Mario já é bastante consolidado mas envelhece bem, e os jogos não ficam ruins. É meio que um choque de gerações, acho que não tem como necessariamente colocar os 2 no mesmo balaio...
    Mario é uma coisa incrível, parece que não adicionam nada, o jogo nunca ganha mais movimentos, e sim, tem movimentos melhorados aos poucos.
    Fico impressionado com isso em Galaxy, como tudo funciona e o jogo não te obriga a passar por nenhum tutorial para aprender, o level, a fase te ensina na marra o que você deve fazer. O jogo só te ajuda quando ele "percebe" que você está apanhando.
    Acho que a Nintendo leva ainda muito a sério o "tutorial intuitivo".


    Citação Citando Mestre Kuro Ver mensagem
    Melhor sistema de batalha em RPG é o do Final Fantasy XII, fantástico o sistema de gamibits, poder combinar as habilidades conforme os inimigos que aparecem no mapa, tudo automaticamente ou ter a liberdade de escolher sua própria estratégia manualmente, juntando isso com a visualização dos inimigos que estão no mapa perto de você, você pode correr, lutar ou passar desapercebido.
    Pra mim FFXII é o RPG que tem o MELHOR sistema de batalhas que já vi, pena que foi encostado.
    Caramba, eu ficava horas fazendo e programando gambits para upar personagens ou simplesmente dar steal a exaustão em chefes sem encostar no controle, ou até mesmo fazer o bug de level infinito no templo, no qual havia um fantasma que criava mortos vivos infinitamente, nisso bastava criar um gambit parar atacar apenas inimigos mais fracos e deixar o PS2 ligado por horas.
    Daria meu rim por uma versão em HD deste jogo incrível, pena que é um FF extremamente underated que caiu fácil no esquecimento.
    Sem sombra de dúvidas é o FF que mais joguei sem termina-lo fazendo os hunts e marks, pra mim é o sistema de combate mais perfeito que já vi.



    Citação Citando rodrigosbl Ver mensagem
    Como disseram, só é aceitável em pokemon, cujo o foco é mesmo pegar os bichos e treinar, ainda assim o jogo disponibiliza repelentes pra quando vc ta de saco cheio e quer avançar sem parar para batalhar.
    Posso dar uma dica que vai explodir a cabeça dos "pokemeiros"?
    Se você usar cut nos arbustos aonde surgem pokemons, dá pra abrir "picadas" e não pegar batalhas


    Citação Citando DARTH-TERROR Ver mensagem
    Eu também concordo com o que já foi dito sobre os jogos de rpg. O sistema de entrada para as batalhas é agoniante. Lembro que para terminar um jogo da série Final Fantasy era comum o pessoal estourar o contador de 99 horas de jogo. Andar no mapa era sempre uma tristeza.
    Eu sempre gostei dos jogos de rpg, joguei muito os do snes, como: chrono trigger, Lufia 2, final fantasy V e VI, breath of fire, mario rpg. Em nenhum deles eu fiz tudo o que poderia ser feito no jogo porque era cansativo e repetitivo demais. Final fantasy acho que era o pior. Lembro que no 5 havia a questão dos pontos da "categoria ou profissão" além dos pontos de experiência. Você ganhava somente lutando contra alguns inimigos e o número de pontos era baixíssimo, levando uma eternidade para conseguir se tornar master em um categoria. A idéia era muito interessante mas a mecânica do jogo tornava-a impossível.

    Para mim desta época o melhor na questão de poder escolher se quer entrar em batalha ou não era o Shining Force do Mega Drive. Você podia ver os inimigos no mapa e se fosse ao encontro deles era iniciada a batalha. Se quisesse passar sem batalha era só desviar. Sem contar que a batalha era em modo tático, um diferencial grande naquele tempo.

    Acho que o último jogo deste tipo que joguei foi o FF VIII. Mesma agonia dos outros, lembro que terminei o jogo com somente o Squall em level 99. No último boss, somente ele ficou vivo e a última maneira de eu me curar era utilizando a skill "Curaga" que eu tinha equipado no personagem para aumentar o HP, ou seja, cada vez que eu me curava o HP máximo reduzia hahahaha
    Não lembro em quanto tempo terminei o jogo mas, deixei de lado aquelas cartas, nem tive saco pra enfrentar as Omega Weapons.
    Me joguem pedras, mas nunca gostei de Chrono Trigger, já tentei jogar várias vezes e não consigo gostar do jogo, é muita reutilização de sprites, muito vai e vem e acho os combates extremamente maçantes.
    Coisa que na época joguei muito, mas MUITO FFVI e acho ótimo, acho mesmo que por turnos, as batalhas são extreamemte mais dinâmicas. Apesar que existe a opção pouco conhecida de sistema Active e Wait, eu sempre colocava a em Active e a velocidade da batalha em Fast, o jogo ficava ótimo e mal dava pra perceber que se baseava em turnos.

    FFIV é outro que acho TODO quebrado, é um jogo muito baseado em grind, não gosto disso.
    Outra coisa no 4 é a INUTILIDADE de alguns personagens, como a Rosa, acho que NUNCA odiei tanto um personagem como odiei esta biscate sem costume.

    Simplesmente porque? Ela é a única maga branca, ela tem cura e afins, você é obrigado a ter ela no grupo...
    90% dos ataques dela dão miss, ela usa flechas que são CARAS e não importa qualquer que você compre, o ratio de miss é o mesmo.
    Ela tem o menor HP de todos, morre toda hora, tem o menor MP de toda a história do FF, se existe um modo hard neste FF é simplesmente mante-la no grupo.
    Quando saiu a versão de DS e a HD pra PSP do jogo, pensei: "Devem ter balanceado ela".
    Pra que? Tava a mesma coisa pra pior! E não sei porque diabos os inimigos atacavam ela sem dó nem piedade.
    Pra mim FFIV e V são os piores FFs, não é a toa que o FFVI botou ordem na casa e arrumou TUDO isso que eles falhavam e não foi a toa que abafaram os mesmos até o fim de geração 16 bits.
    E pensar que FFVII ia sair pra SNES com sprites e tudo.

    Outro jogo que me deu ânsia de tanta raiva foi Breath of Fire 2 de Snes.
    Tá legal, a Capcom até lá nunca teve uma tradição em RPGs, o primeiro Breath é bom, o segundo, caramba, a gente reclama de jogo mal programado ou mal traduzido, mas isso é demais, a tradução do jogo era toda quebrada, em vários momentos o jogo falava pra você ir pra Township, mas na verdade era Hometown.
    Pra piorar o jogo era difícil demais da conta, mas o ápice era esta parte:

    Sten, o macaco é um péssimo personagem, fraco, tosco e com equips caros, é um personagem que você obrigatoriamente deixa pra fora do seu time, porque simplesmente não O PORQUE deixar ele ali.
    Bom, tem uma parte do jogo (vide foto) que você volta com Sten a terra natal dele, Highfort, e você obrigatoriamente TEM QUE LUTAR contra o irmão dele numa ponte.
    Caramba, a luta BEIRA o impossível, o irmão dele sempre ataca primeiro e dá danos gigantescos e é game over.
    Sten é chato de subir level, chatíssimo e você fica PRESO nesta parte do jogo, você não pode sair de Highfort pra grindar e upar, você é obrigado a ficar em três salas antes da luta, uma com um save, outra com uma porta que dá abertura a luta e uma outra sala 3X3 que tem uns inimigos que dão pouquíssimo XP e te matam com um ataque apenas na maior parte das vezes...
    Lembro que fiquei SEIS meses upando o filha da puta do Sten nesta salinha pra tentar passar a luta contra o irmão dele, que por milagre consegui porque ele deu três miss seguidos. Lembro que o reset do Snes até esquentava, ahahahah.
    Lembro que mais pra frente o jogo só piorava, Nina por exemplo, a anja que está em todos os BoF era outro personagem inútil devido a falta de MP, os chefes ficavam casca grossa demais e o jogo não ficava desafiador como é Dark Souls, e sim, ficava frustante.

    Finalmente pude jogar Breath of Fire 2 direito no GBA quando fizeram o remake dele, muito, mas MUITO melhorado! Balancearam o jogo todo, arrumaram os erros de tradução, deixaram tudo certo, como deveria ter sido feito na época. O jogo é extremamente agradável de ser jogado no GBA.

    Acho que o pessoal exagera demais falando que a era 8 e 16 bits foi uma era de ouro por ter jogos difíceis, acho que tinha muito desenvolvedor sem noção ou sem métrica para fazer algo desafiador e não difícil. Tá legal que na época os caras engatinhavam, mas o caso do Bof 2 é um que uso sempre pra ilustrar que ser dífícil não é ser desafiador.

  24. #48
    Membro Avatar de kamisaki
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Alouw
    Registro
    Mar 2008
    Mensagens
    4.805
    Verdinhas
    679

    Citação Citando Carranca Ver mensagem
    O exemplo que o Giba deu com WOW se aplica a mim com Dota2. Eu gastei umas 10 horas lendo tutoriais, assistindo vídeos, e na menor parte do tempo, jogando. Joguei até com amigo me dando dicas. Não consegui me divertir 1 minuto sequer. O pior é que todo depoimento sobre o jogo dizia que o iniciante começa a não ser um lixo completo só depois de jogar umas 100 horas...

    Não me entra na cabeça passar 100 horas sofrendo pra começar a me divertir. Achei chato pra caralho, e o pior que é o mais popular do Steam.
    Quando comecei o DoTa 1 levei eras pra dominar todos heroes,skills e itens. Meu amigo sempre dizia: "Tu só vai conseguir começar a jogar +/- quando decorar o efeito de todas skills de todos heroes e todos itens.". No começo até achava impossível isso acontecer um dia, hoje mesmo tendo parado de jogar ainda lembro praticamente tudo. Claro, gastei horas e horas de jogo contra os bots. Mas se tu não conseguiu gostar do jogo pelo estilo, dificilmente toma gosto depois.

  25. #49
    Membro Avatar de srafaels
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Jan 2010
    Mensagens
    2.250
    Verdinhas
    872

    Como @_Kira falou na pag. 3, tb não tenho saude para jogar RPGs em que preciso moldar o personagem todo. Até tento, mas n passo da tela de edição! Haha. Tal qual disseram também, acho muito mais marcante quando você já pega os personagens com caracteres prontos, a exemplo do meu avatar (Geralt De Rivia, do The Witcher).

    Quanto ao sistema em si, acredito que deva existir um equilíbrio entre a praticidade e a sofisticação. Li certa feita em algum lugar que o nível mais alto da sofisticação eh a simplicidade, e concordo.

    Sou daqueles que raramente termina um jogo, principalmente pela grande quantidade de opções no mercado. Aprendi que tenho que instalar um jogo por vez para finalizá-lo... Hehe

    Qnto às engines, gosto muito de hack n slash aliados à power ups, que dão uma dinamizada no jogo; RPGs estilo FFVII, de turno e LV/xp msm (nao sei como chama o estilo de The Last Remnant, mas achei terrível upar os personagens daquela forma). Enfim, sou um cara old school, mas que gosta de uma pitada inovadora para deixar os jogos mais diferenciados, sem perder a simplicidade e a diversão.
    Última edição por srafaels : 04-02-2014 às 18:47

  26. #50
    Membro Avatar de Dastan
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Feb 2011
    Mensagens
    5.513
    Verdinhas
    9932

    Citação Citando Móveis Coloniais de Acajú Ver mensagem
    Posso dar uma dica que vai explodir a cabeça dos "pokemeiros"?
    Se você usar cut nos arbustos aonde surgem pokemons, dá pra abrir "picadas" e não pegar batalhas
    Eu sabia disso, mas vou confessar que estava bem esquecido na minha memória até vc me lembrar agora .

    Mas nem pensei tanto nas gramas quando falei de pokemon, pensei mais nas cavernas e os zubats(e seus sucessores nas gerações) malditos

+ Responder Tópico Ir para o Fórum
Página 2 de 3 Primeira 1 2 3 Última

Assuntos do tópico

Compartilhar

Permissões