• O autor

      Rodrigo Guerini é historiador, professor, autor do blog SanroJoga e redator de jogos para a hardMOB.

      Terraforming Mars (Meeple BR)

      Marte está rapidamente se tornando uma obsessão nos últimos anos para a espécie humana, ao menos para os amantes da ficção científica, com livros, filmes e jogos tratando sobre a exploração, conquista e sobrevivência no planeta vermelho. Não é diferente nos jogos de tabuleiro onde recentemente surgiram os primeiros jogos tratando sobre o assunto.


      Terraforming Mars, lançado recentemente no Brasil, é mais um deste lote, embora venha com o pedigree de ter vencido inúmeros prêmios nos últimos meses, inclusive ficando entre os três melhores jogos do mundo de 2016, segundo o Kennerspiel des Jahres, o mais importante prêmio para jogos de estratégia do mundo.

      Em TM cada jogador é dono de uma poderosa empresa multinacional que tem como objetivo, como o nome já propõe, terraformar Marte, ou seja, transformar aquele pedaço de rocha fria e sem vida num ambiente próspero para a vida terrena.


      São três elementos que os jogadores devem trabalhar para atingir níveis suficientes para nossa sobrevivência: quantidade de oxigênio na atmosfera, temperatura e nível dos oceanos. Embora todas as empresas trabalhem com este objetivo, vence o jogo quem mais tiver contribuído na tarefa de terraformar.

      Além de um limitado número de ações, o ponto principal do jogo está nas cartas. São elas que mostram inovações que sua empresa pode gastar recursos para investir, ajudando na transformação de Marte e, claro, ganhar pontos.

      A relação entre as cartas é estelar, possibilitando inúmeros combos diferentes que surgem a cada partida devido à grande quantidade de cartas e a forma aleatória a qual elas são entregues ao jogador.
      Quanto todas as condições são atingidas o jogo termina, e aquele que tiver a empresa que mais ajudou na transformação de Marte num planeta agradável para a vida humana vence o jogo.


      Pontos positivos

      O melhor do card game - Qualquer fã de jogos de cartas como Magic ou deck builders se sentirá em casa aqui com as inúmeras possibilidades de criar combos entre as cartas. Embora comece simples é comum no final da partida os jogadores estarem interagindo com vários efeitos ao mesmo tempo. Ou não, depende de sua estratégia.

      Genial! – Terraforming Mars é um jogo que poderia se afundar em diferentes tokens ou trilhas para marcar todas as quantidades de produtos e produções que cada jogador possui. Em vez disto, um sistema de três cubos diferentes serve para medir absolutamente todos os valores necessários para o jogo.


      Mostra teus ícones! – Apesar de todas as cartas terem texto de referência, no meio da primeira partida os jogadores já estão acostumados com a muito bem produzida iconografia de Terraforming Mars. Considerando a quantidade de cartas que passam nas mãos de cada jogador, uma boa forma de identificar cada uma delas é fundamental. Ótimo trabalho.

      Pontos a considerar

      Senta que lá vem história – Embora seja um jogo que após ser aprendido, dificilmente haverá dúvidas no meio da partida, o processo de ensiná-lo pode custar facilmente entre 20 a 30 minutos. Há muitos detalhes que precisam ser explicados e sua importância precisa ser esclarecida antes do início da partida.

      Sem chance para o café com leite – O conhecimento das cartas é um fator fundamental para se tornar um bom jogador de Terraforming Mars, isto significa que quanto mais díspar for a experiência das pessoas envolvidas no jogo, maior será a diferença de pontuação no final. Conhecer os combos é fundamental.


      Neeeeeerd!!! – Acredite ou não, foi feito um longo trabalho de pesquisa para confirmar cada um dos efeitos científicos colocado em cada uma das cartas. Bactérias, plantas, animais, todos aparecem no jogo com as condições que, segundo a ciência, iriam ser necessárias para cada espécie. Além de um jogo, é uma boa forma de começar uma conversa numa festa... Ou não...

      Pontos negativos

      Mais feio que bater na mãe – A direção de arte de Terraforming Mars é inexistente, literalmente. Uma mistura de fotos, com arte conceituais que parecem (e foram) ter sido tiradas da função “Estou com sorte” do Google. Nem o tabuleiro, que deveria ficar bonito com os diferentes tiles encaixados durante a partida, salva. Não fosse a beleza dos cubos não haveria nada para elogiar neste departamento.



      Senta lá, Cláudia – A versão brasileira de Terraforming Mars veio com algumas cartas erradas. A editora Meeple BR, colocou online um past-up para corrigir os problemas e prometeu enviar aos compradores as cartas corrigidas assim que elas chegarem da impressão – que é internacional. Mesmo assim, um banho de água fria ter que imprimir cartas antes de iniciar o seu primeiro jogo.
      Para comentar por favor registre-se.