+ Responder Tópico
  1. #1
    Membro
    Info
    Registro
    Jan 2002
    Mensagens
    87
    Verdinhas
    0

    Como "O Resgate do Soldado Ryan" foi visto pelos ex-soldados da Waffen SS

    Gostaria de de postar todo o documento mais como eh um pouco longo deixei ele no site do clan http://www.servidor88.kit.net na parte "Documentos". Gostaria de avisar que antes q alguem venha com alguma atitude ignorante gostaria de deixar claro q em algumas partes do ducumento o narador demonstra sua tristeza em relação a sociedade mundial q condena de uma certa forma todo soldado alemão, então se alguem não estiver afim de respeitar a opnião de outras pessoas nem leia a "carta documento".

  2. # Publicidade
    Publicidade

  3. #2
    Membro
    Info
    Registro
    May 2002
    Mensagens
    57
    Verdinhas
    0

    Controvérsias Históricas

    Não quero criar outra briga, e também esta mensagem não é direcionada ao clã DoD SS (É só um jogo, afinal), mas sim a quem leu este documento. Isso é uma analise histórica de minha parte, já que sou aficcionado por história militar.

    Ao analisar-mos a história das Waffen SS e da ascenção do poder de Hitler, é importante lembrar-nos dos princípios que regiam as Schutz-Staffel naquela época. As SS, que começaram como a guarda pessoal de Hitler, foram os principais atuantes da "noite das facas longas" onde os principais líderes da SA (Sturm Abeitlung, se não me engano), como Ernest Röhm, foram assassinados na calada da noite da noite de 4 de junho de 1934 pois deviam sua lealdade á pátria alemã, e não a Hitler, podendo revoltar-se se não concordasse com alguma atitude de Hitler.

    A partir de então a SS assumiu o poder nos principais setores militares, comandados por Himmler. Acho uma hipocrisia imensurável dizer que as SS não sabiam do que estava acontecendo nos campos de concentração, pois eram eles mesmos que gerenciavam os campos da "solução final". Eichmann, Goeth, Himmler, Mengele, Heydrich, TODOS membros da SS e TODOS tiveram participação direta no assassinato de milhões de pessoas. Além do mais, uma das pré-condições para ser um oficial na SS era ser filiado ao partido nazista.

    O artigo do Sr. Schmidt está repleto de preconceito e uma conotação racial que desqualifica qualquer argumento que ele possa fazer contra Spielberg sobre motivos raciais. O mero fato de que ele foi parte da juventude hitlerista, no auge de sua adolescencia, e em uma unidade de combate do front, denota que ele é completamente fiel aos conceitos nazistas. Vários de seus argumentos não tem mérito. O terceiro Reich cometeu atrocidades incomensuráveis, e sempre, na ponta da lança, como dizem, estava as SS.

    Com isso dito, deve-se dizer que as Waffen-SS, diferentemente das SS, se concentravam em divisões de combate, e realmente, como dizia o Sr. Schmidt, não distinguiam, entre os combatentes entre negros, judeeus, brancos ou asiáticos. Quando você vê um ponto verde correndo a 300 jardas, você não pensa em nada mais do que a cor de seu uniforme... De fato, a maioria dos soldados alemães não se importavam com a questão racial. Mas o fato predominante é que, ao contrário do que é dito pelos seus próprios combatentes, as SS, Waffen ou outras, SABIAM sobre a solução final. A segunda-guerra mundial foi a primeira, e talvez a única até hoje, que foi realmente lutada por ideais melhores e em defesa de povos oprimidos (sejam eles judeus, franceses, belgas, gregos ou ciganos). Qualquer discriminação que o Sr. Schmidt receba, é bem merecido.


    Agora... se quizerem descer o pau em mim, pode ir... hehehe... me sinto comfortável em rebater qualquer argumento. A DISCUSSÃO RACIONAL É COMO A HUMANIDADE PROGRESSA.

    Ricky

    P.S. Interceptor, vc sabe que isso não é nada pessoal, na boa... as Waffen-SS eram, realmente, os melhores combatentes da Wehrmacht..

  4. #3
    Membro
    Autor do tópico
    Info
    Registro
    Jan 2002
    Mensagens
    87
    Verdinhas
    0

    Não quero criar outra briga, e também esta mensagem não é direcionada ao clã DoD SS (É só um jogo, afinal), mas sim a quem leu este documento. Isso é uma analise histórica de minha parte, já que sou aficcionado por história militar.

    RESP:Claro de minha parte briga não havera. Talvez uma discução pois adoro discutir sobre esse assunto, principalmentes por outros aficcionado sobre a WW2 em meu caso profundidade sobre o 3 Reich.

    Ao analisar-mos a história das Waffen SS e da ascenção do poder de Hitler, é importante lembrar-nos dos princípios que regiam as Schutz-Staffel naquela época. As SS, que começaram como a guarda pessoal de Hitler, foram os principais atuantes da "noite das facas longas" onde os principais líderes da SA (Sturm Abeitlung, se não me engano), como Ernest Röhm, foram assassinados na calada da noite da noite de 4 de junho de 1934 pois deviam sua lealdade á pátria alemã, e não a Hitler, podendo revoltar-se se não concordasse com alguma atitude de Hitler.
    TODOS membros da SS e TODOS tiveram participação direta no assassinato de milhões de pessoas. Além do mais, uma das pré-condições para ser um oficial na SS era ser filiado ao partido nazista.

    RESPo jeito q vc escreve ficou parecendo q Hitler agiu com frieza e rapidez, mas oq esta faltando dizer eh q esta decisão demorou meses, e Hitler sofreu muito com à indecisão de atacar os lideres da SA .. Ernest Röhm Humm...!! Sua depravação (morto na cama em atos homosexuais com outro SA) e atos continuos de traição a patria foram levados ao conhecimento de Hitler o mesmo não teve outra saida a não ser atacar pondo um fim em sua indecisão. OBS: O nome correto eh: A Noite das Longas Facas. E foi dia 30 de junho. E nunca se vão saber quantos morreram, numeros entre 60 a 2000 morto nao sao confirmados.

    A partir de então a SS assumiu o poder nos principais setores militares, comandados por Himmler. Acho uma hipocrisia imensurável dizer que as SS não sabiam do que estava acontecendo nos campos de concentração, pois eram eles mesmos que gerenciavam os campos da "solução final". Eichmann, Goeth, Himmler, Mengele, Heydrich, TODOS membros da SS e TODOS tiveram participação direta no assassinato de milhões de pessoas. Além do mais, uma das pré-condições para ser um oficial na SS era ser filiado ao partido nazista.

    RESP: Seu comentario soh afirma as convicções do Sr.Schmidt. "TODOS membros da SS e TODOS tiveram participação direta no assassinato de milhões de pessoas." Posso garantir q o problema judaico foi de conhecimento geral do exercito e do povo alemão apenas muitos anos apos a guerra. E alguns casos tropas americanas levavam os moradores de cidades a visitar(forçadamente) os corpos dos supostos assassinados. Os mesmo aterrorizados não sabiam oq fazer. Sempre havera duvidas sobre esta questão. Para os pesquisadores mais profundos menciono o fato "Sapatos de Dachau" onde utilitario pessoais q apareciam em fotos representando atrocidades aparecião em outros diversas vezes em diversos campos e sempre os mesmos isso foi comprovado com analize de fotos.

    O artigo do Sr. Schmidt está repleto de preconceito e uma conotação racial que desqualifica qualquer argumento que ele possa fazer contra Spielberg sobre motivos raciais. O mero fato de que ele foi parte da juventude hitlerista, no auge de sua adolescencia, e em uma unidade de combate do front, denota que ele é completamente fiel aos conceitos nazistas. Vários de seus argumentos não tem mérito. O terceiro Reich cometeu atrocidades incomensuráveis, e sempre, na ponta da lança, como dizem, estava as SS.

    RESP: Cite alguma conotação preconceituosa, oq vejo eh um homem velho q ficou triste em ver seus compatriotas descritos como assassinos e traidores, como foi posto no filme. Um soldado da SS se entregaria-se ao inimigo mas nunca trairia sua patria em pro beneficio.(é completamente fiel aos conceitos nazistas.) Afinal oq eh conceito nazista ? Todo nacionalista eh nazista ? Eu não sei.
    (Vários de seus argumentos não tem mérito.)
    RESP:Qual ?


    Quando você vê um ponto verde correndo a 300 jardas, você não pensa em nada mais do que a cor de seu uniforme...
    RESP:Concordo... Isso nao afirma q suposto inimigo de uniforme fosse um não judeu ele não iria atirar. Em ?

    Qualquer discriminação que o Sr. Schmidt receba, é bem merecido.
    RESP:Quem eh o nazista agora afinal ?


    PS.:Ricky posso dizer com toda firmeza q respeito sua opnião e concordo com vc. Em discuções como estas, em q cada um tem suas opniões formadas não se pode levar nada pelo lado pessoal.

  5. #4
    Membro
    Info
    Registro
    Apr 2001
    Mensagens
    4.579
    Verdinhas
    1

    aff!
    aehaeuheua
    loco

    SEM CAUSAR BRIGAS =]

  6. #5
    Membro
    Info
    Registro
    Mar 1999
    Mensagens
    1.387
    Verdinhas
    0

    Pessoalmente achei o artigo do tal do Schimdt bastante viesado, já que ele não hesita em mostrar ressentimento contra os Judeus. Trata-se da mesma espécie de preconceito que após a 1a. Guerra transferiu a culpa da derrota da Alemanha para os Judeus, e eventualmente induziu as massas desesperadas daquele País ao sombrio caminho do preconceito racial. Agora que o Resgate do Soldado Ryan é um filme medíocre alçado a condição de obra prima isto é inegável. Existem inúmeras cenas absolutamente ridículas no filme (a mais absurda - a defesa de uma ponte contra um destacamento Panzer por meia dúzia de paraquedistas e rangers sem armas pesadas ! HAAHAHAHAHA) e o comportamento dos soldados alemães e americanos mostra bem isso. Enquanto que os alemães são traíras desumanos, os americanos são os defensores da liberdade, alegoricamente heróicos e racialmente diversos em um potinho fantasticamente bem integrado (o carcamano, o judeu, o hispânico, o irlandês etc). Interessante que não há menção que na operação Overlord não participaram negros, pois naquela época nos EUA a etnia negróide era vista como menos apta para combate que do que caucasiana.
    Também gosto de ler tudo o que posso sobre a 2a. Guerra, e quase todas as descrições que li de ex-combatentes aliados (a exceção de russos) sobre o comportamento dos soldados alemães foram positivas.
    O R.S.R. é inverossímel sim, não pela tentativa que faz de mitificar os Judeus, mas pela tentativa que faz de mitificar os Americanos. Band of Brothers é cheio de patriotadas também, mas me parece um documento histórico bem mais apropriado da frente ocidental.

  7. #6
    Membro
    Info
    Registro
    May 2002
    Mensagens
    57
    Verdinhas
    0

    Sobre a noite das longas facas (perdão pela tradução, mas aprendi isso em inglês na escola): Uma ação de tão larga escoala, na calada da noite, é menos que súbita... Foi, sim, premeditada e planejada. Pode-se extrair provas disso do fato de que na manhã seguinte, o gabinete do Reich emitiu nota dando parabéns a Hitler por ação executada "rapidamente" que "salvou a pátria" (Tenho esse documento como fonte primária na integra, se deseja). Não houve choque ou surpresa para os membros do gabinete. Além disso, Hitler fez uma jogada de interesses que eu, infelizmente, tenho que admirar. Naquela época o exército não apoiava Hitler completamente, e nem a SA (como já havia dito). Hitler espalhou um boato de que a SA estaria tramando contra a cúpola de lideranç do exército, e de que o exército estaria tramando contra a SA. Hitler então contatou o exército oferecendo os servíços da SS para "resolver" o problema. O resultado foi a noite das longas facas, onde Hitler então se livrou da SA (que até então não tinha se demonstrado hostil. De fato, existe um comunicado de Ernest Rohm datado de 5 dias antes do evento onde ele comunica que os líderes da SA estão livres para tirarem férias, já que ele mesmo entraria de férias... Dificilmente típico de uma situação pré-golpe, como Hitler disse ao exército). Um general em comando da Wehrmacht (que agora me escapa o nome, perdão) enviou, em comunicado á cúpola de generais da Wehrmacht, expressando suas preocupações que as tensões exército-SA não seriam produto de um terceiro partido, leia-se Hitler.

    Sobre a resp. da SS no holocausto: Não pode ser negado que as SS tiveram participação direta na matança. De fato, a maioria do povo alemão não soube sobre a solução final até o final da guerra, mas se pensarmos bem: o Holocausto poderia ser executado sem a conivencia do povo alemão? Melhor ainda: Teriam repudiado o Holocausto caso soubessem? Judeus estavam sendo mortos nas ruas e segregados em guetos, suas lojas e comércios estavam sendo destruídos e boicotados, as leis de Nuremberg os oprimiam mais ainda. Tudo com o OK do povo. A SS foi o carrasco de milhões de judeus, e isso NENHUM oficial da SS negou nos julgamentos de Nuremberg. De fato, os próprios oficiais da SS deram descrições frias de como Zyklon B matava muito mais eficientemente do que monóxido de carbono. Agora muito cuidado ao mencionar os sapatos de dachau, teoria reprovada no mundo todo, pois isso beira a dizer que o Holocausto nunca existiu...

    Sobre a visão do Schmidt: "Não se pode agir tão estupidamente, confundindo nosso próprio irmão com o inimigo, acreditar e concordar cega e constantemente com tamanha tragédia e esperar que alguma coisa seja salva." Perguntemos então aos milhões de americanos E alemães mortos se eles acham que estavam lutando contra irmãos. É ingênuo pensar que os Americanos não estavam lutando por valores. Onde estava a "irmandade" no Holocausto? Não cabe a isso também, citar os exemplos da discriminação dos EUA. Sim, houve uma quantia de hipocrisia por parte dos EUA (eu acho a discussão sobre isso no filme Hart's War a melhor parte do filme), mas não creio que 2 errados façam um certo.

    "Ou, provavelmente, seu lado judaico assomou e você pretendeu criar uma ligação direta entre os atuais Skinheads e os soldados do exército alemão e das Waffen-SS." Agora, qual o problema de ele assumir que os soldados raspavam a cabeça como os soldados dos EUA fazem hoje em dia ao entrar em treinamento básico? Não é higienicamente melhor ter cabelo curto? O que que tem o fato de Spielberg ser judaico ter alguma influência nisso? Acho que a maioria dos argumentos dele contra o filme pega minúsculos detalhes que até para historiadores podem ser insignificantes (E daí se os soldados da Waffen-SS não se protegiam atrás de tanques? Até hoje se faz isso!!! Também não é o primeiro filme a fazer isso, lembrem-se de Patton!!!)

    "A cena onde um GI mostra seu medalhão com a Estrela de Davi para prisioneiros alemães e grita para eles "Ich Jude, Ich Jude!" (Eu judeu, eu judeu!) é tão fora de contexto a ponto de se tornar ridícula." Por que é ridícula? E se um cara que teve parentes oprimidos ou exilados da alemanha quer esfregar na cara dos alemães que eles foram derrotados por um judeu? Parece que Schmidt não quer aceitar o fato de que talvez os judeus possam ter lutado e ajudado a ganhar a guerra.

    "Eu sei o que você pretendia dizer com isso, mas estou seguro que não fui o único que imediatamente relanceou o olhar para as centenas de outras cruzes visíveis, tentando descobrir onde haveria mais uma estrela de Davi. E você conhece a resposta. " Desculpe-me... mas acho que o Schmidt está meio cego pela idade.. Estou com o DVD no meu drive de DVD do micro e estou claramente vendo várias estrelas de David no cemitério... Sem dúvida, não pode-se negar que uma porcentagem exorbitante de cristãos foram quem lutaram, mas qual é o mal de simbolizar o martírio de um povo em focar em algumas estrelas de David.

    Sobre os prisoneiros: Sim, foi uma guerra sangrenta e criminal pelos dois lados, mas há um sério problema com isso: A História é escrita pelos vencedores. Não pode-se saber se houveram mais assassinatos de prisoneiros pelos aliados ou pelos alemães. O mesmo que Schmidt fala sobre sua unidade na invasão da normandia, os Rangers falam sobre a cena do fuzilamento de alemães que se renderam no filme O Mais Longo Dos Dias (lembra do "bitte, bitte"?). Infelizmente sempre haverão mais histórias do lado alemão, mas não exclui a culpa dos aliados. O próprio Spielberg mostra o fuzilamento de alemães que se renderam no RSR...

    "Como um antigo soldado alemão posso assegurar-lhe que entre nós jamais tivemos um, assim chamado, comportamento não-ariano" Putz!!! Se isso não é uma declaração pró-nazista e preconceituosa, não sei o que é!!!

    E sim, ele é explicitamente nazista. Mas ser nazista não é ser nacionalista, é ser chovinista, racista e preconceituoso. E o Sr. Schmidt TEM consciencia de suas ações e DEVE arcar com as consequencias de suas ações, como o preconceito e a discriminação. Não por raça, não por cor ou religião, mas por ações que ele tomou durante sua vida que são deploráveis.

    Ricky

    P.S. Bloody - Concordo plenamente com você... Mas acho que não há nada de errado em mitificar os Americanos... (eles que tomaram a maior paulada do dia D em Omaha) Mas que sejam valorizados também os britânicos, canadenses, franceses, entre outros...

  8. #7
    Membro
    Info
    Registro
    Apr 2001
    Mensagens
    4.579
    Verdinhas
    1

    putz muito loco o texto....


    Acabou com o spilberg...

  9. #8
    Membro
    Info
    Registro
    May 2002
    Mensagens
    46
    Verdinhas
    0

    Adoro esses topicos longos pq eu leio qdo tenho tempo sobrando...
    Gosto de ler mas nao sei o q responder!
    Sou inguinoranti...

    continuem ae!
    num parem nao!

  10. #9
    Membro
    Info
    Registro
    Mar 2002
    Mensagens
    892
    Verdinhas
    1

    nossa q coisa de loko


    isso eh topico, eh cultura hehehehe


    mas po resgate do soldado ryan heheheh zueira

  11. #10
    Membro
    Autor do tópico
    Info
    Registro
    Jan 2002
    Mensagens
    87
    Verdinhas
    0

    Sobre a noite das longas facas (perdão pela tradução, mas aprendi isso em inglês na escola): ......

    RESP: Concordo em alguns pontos, com absoluta certeza foi algo planejado e muito bem detalhado. Espero que quando você(Rick) menciona ““Rapidamente” que “Salvou a pátria” “ se refira ao ato do golpe em si, e não sobre o qual já mencionei, como a indecisão de Hitler e seus futuros generais e companheiros de partido à tomarem uma atitude violenta. Sobre as SA” gostaria de deixa meu ponto de vista: Considero os comandantes das SA” homens de honra duvidosa e de comportamentos paralelos a uma Alemanha monárquica que já não existia mais. Como dito já; atos contínuos de homossexualismo, tentativas de formação de exercito paralelos com intuito de levar a Alemanha a uma guerra civil fazendo com que a mesma se dividisse e evitasse o crescimento industrial e assim dificultando o re-armamento da Alemanha que confesso que em meus estudos acho que sempre foi o ideal de Hitler.

    Sobre a resp. da SS no holocausto: Não pode ser negado que as SS tiveram participação direta na matança. De fato, a maioria do povo alemão não soube sobre a solução final até o final da guerra, mas se pensarmos bem: o Holocausto poderia ser executado sem a conivencia do povo alemão? Melhor ainda: Teriam repudiado o Holocausto caso soubessem? Judeus estavam sendo mortos nas ruas e segregados em guetos, suas lojas e comércios estavam sendo destruídos e boicotados, as leis de Nuremberg os oprimiam mais ainda. Tudo com o OK do povo. A SS foi o carrasco de milhões de judeus, e isso NENHUM oficial da SS negou nos julgamentos de Nuremberg. De fato, os próprios oficiais da SS deram descrições frias de como Zyklon B matava muito mais eficientemente do que monóxido de carbono. Agora muito cuidado ao mencionar os sapatos de dachau, teoria reprovada no mundo todo, pois isso beira a dizer que o Holocausto nunca existiu...

    RESP: Agora sobre as SS tiveram alguma participação nos supostos assassinatos. Agora generalizar que todo oficial e soldado da SS tiveram participação direta ou indireta seria de presunção de qualquer ser vivo mesmo daqueles que viveram a época de ambos os lados.
    Sobre o povo alemão contribuir com o “holocausto” é um coisa muito perigosa de se dizer porq ai vc condena uma nação inteira. Veja bem. Uma das coisas q 3 reich fez bem foi o sistema de propaganda onde ateh meados 1945 nos cinemas q ainda funcionavam em Berlin passava cenas de soldados da SS vencendo a guerra coisa q todos sabemos ser impossível. Outro ponto seria o famosa lei para aqueles cidadões que ajudassem os judeus de qualquer forma. Como se voltar contra Gestapo. Essa mesma não era como as policias atuais qualquer segmento de duvida sobre um cidadão poderia trazer seria complicações para família, coisa justificável em tempos de guerra, tendo em vista q os Judeus eram considerados inimigos da pátria. (depois podemos discutir sobre isso tb J) .

    Agora Rick vc cometeu um dos maiores erros “isso NENHUM soldado da SS negou nos julgamentos de Nuremberg”” em Nuremberg nenhum SOLDADO foi JULGADO e CONDENADO por gasear judeus. J

    Deixo aqui um trecho do do Julgamento de Nuremberg. (Kaltenbrunner afirmou que as sentenças emitidas pelos SS e tribunais policiais eram muito mais severas que as condenações ordenadas por outros tribunais pelos mesmos crimes e transgressões. Os próprios SS efetuavam freqüentes julgamentos de companheiros seus, por crimes contra os internos e violações da disciplina (XXI 264-291, 369-370 <<294-323, 408-409>>).)

    Novamente o erro: “De fato, os próprios oficiais da SS deram descrições frias de como Zyklon B matava muito mais eficientemente do que monóxido de carbono.” Eu tenho algumas duvidas considerando q o Zyklon B era um fumigante e não um gaseador da morte, tendo em vista tb q todo soldado era borrifado com o mesmo para se ver livre de doenças etc.

    Sobre a visão do Schmidt: "Não se pode agir tão estupidamente, confundindo nosso próprio irmão com o inimigo, acreditar e concordar cega e constantemente com tamanha tragédia e esperar que alguma coisa seja salva." Perguntemos então aos milhões de americanos E alemães mortos se eles acham que estavam lutando contra irmãos. É ingênuo pensar que os Americanos não estavam lutando por valores. Onde estava a "irmandade" no Holocausto? Não cabe a isso também, citar os exemplos da discriminação dos EUA. Sim, houve uma quantia de hipocrisia por parte dos EUA (eu acho a discussão sobre isso no filme Hart's War a melhor parte do filme), mas não creio que 2 errados façam um certo.

    RESP: Concordo em partes.

    "Ou, provavelmente, seu lado judaico assomou e você pretendeu criar uma ligação direta entre os atuais Skinheads e os soldados do exército alemão e das Waffen-SS." Agora, qual o problema de ele assumir que os soldados raspavam a cabeça como os soldados dos EUA fazem hoje em dia ao entrar em treinamento básico? Não é higienicamente melhor ter cabelo curto? O que que tem o fato de Spielberg ser judaico ter alguma influência nisso? Acho que a maioria dos argumentos dele contra o filme pega minúsculos detalhes que até para historiadores podem ser insignificantes (E daí se os soldados da Waffen-SS não se protegiam atrás de tanques? Até hoje se faz isso!!! Também não é o primeiro filme a fazer isso, lembrem-se de Patton!!!)

    RESP: Assumir que os soldados raspavam a cabeça... ? Se na unidade dele ninguém tinha cabeça raspada como ele pode assumir uma coisa q não existiu pra ele? Agora se era higiênico e usado em treinamentos americano básico é outra coisa totalmente diferente.

    "A cena onde um GI mostra seu medalhão com a Estrela de Davi para prisioneiros alemães e grita para eles "Ich Jude, Ich Jude!" (Eu judeu, eu judeu!) é tão fora de contexto a ponto de se tornar ridícula." Por que é ridícula? E se um cara que teve parentes oprimidos ou exilados da alemanha quer esfregar na cara dos alemães que eles foram derrotados por um judeu? Parece que Schmidt não quer aceitar o fato de que talvez os judeus possam ter lutado e ajudado a ganhar a guerra.

    RESP: Lógico que não pode aceitar um fato q para ele e para os companheiros não faz a menor diferença. Se ele afirma q não sabia de tais fatos sobre oq supostamente acontecia com os judeus ele ao se deparar com uma coisa do tipo igual ao filme acharia o homem louco mesmo. Se me aparece um kra gritando sou Húngaro sou Húngaro eu tb ia falar que homem louco esse. Depois se soubesse q os brasileiro matavam húngaros como loucos a sim teria um motivo pra dizer “Por isso aquele rapaz falou aquilo.” Hehehe espero q possam te entendito o meu ponto de vista.

    "Eu sei o que você pretendia dizer com isso, mas estou seguro que não fui o único que imediatamente relanceou o olhar para as centenas de outras cruzes visíveis, tentando descobrir onde haveria mais uma estrela de Davi. E você conhece a resposta. " Desculpe-me... mas acho que o Schmidt está meio cego pela idade.. Estou com o DVD no meu drive de DVD do micro e estou claramente vendo várias estrelas de David no cemitério... Sem dúvida, não pode-se negar que uma porcentagem exorbitante de cristãos foram quem lutaram, mas qual é o mal de simbolizar o martírio de um povo em focar em algumas estrelas de David.

    RESP: Oq ele comento eh q um grande numero de judeus foram voluntários para lutar contra os nazistas. Grande numero ? No Maximo uns 20. não 12.000 como afirma o número oficial.
    Poxa velho. O homem foi la no cemitério. Ele não inventaria um fato desses, mesmo porq estaria sujeito a diversos leitores.(Estes números estão relacionados a este cemitério em questão e nao condiz com números de toda a guerra, ai ateh aceitaria 12 mil mortos)

    Sobre os prisoneiros: Sim, foi uma guerra sangrenta e criminal pelos dois lados, mas há um sério problema com isso: A História é escrita pelos vencedores. Não pode-se saber se houveram mais assassinatos de prisoneiros pelos aliados ou pelos alemães. O mesmo que Schmidt fala sobre sua unidade na invasão da normandia, os Rangers falam sobre a cena do fuzilamento de alemães que se renderam no filme O Mais Longo Dos Dias (lembra do "bitte, bitte"?). Infelizmente sempre haverão mais histórias do lado alemão, mas não exclui a culpa dos aliados. O próprio Spielberg mostra o fuzilamento de alemães que se renderam no RSR...

    RESP: Ateh concordo porem não devemos nos basear tanto em filmes.

    "Como um antigo soldado alemão posso assegurar-lhe que entre nós jamais tivemos um, assim chamado, comportamento não-ariano" Putz!!! Se isso não é uma declaração pró-nazista e preconceituosa, não sei o que é!!!

    RESP: Nossa o velho exprimir orgulho de ser ariano eh ser nazista ? Então sou nazista tb porq tenho orgulho de minha raça.

    E sim, ele é explicitamente nazista. Mas ser nazista não é ser nacionalista, é ser chovinista, racista e preconceituoso. E o Sr. Schmidt TEM consciencia de suas ações e DEVE arcar com as consequencias de suas ações, como o preconceito e a discriminação. Não por raça, não por cor ou religião, mas por ações que ele tomou durante sua vida que são deploráveis.

    RESP: “E o Sr. Schmidt TEM consciencia de suas ações e DEVE arcar com as consequencias de suas ações, como o preconceito e a discriminação.” Tenho certeza que sim.

    “Não por raça, não por cor ou religião, mas por ações que ele tomou durante sua vida que são deploráveis.” Deploráveis ? Porq ? Ser ex-soldados da SS condena ele a ser deplorável ? Em nenhum momento ele fez alegações preconceituosas contra judeus ou não arianos. Ao contrario afirmou q o Spielberg talvez tenha exagerado na descriminação contra os soldados da SS em seu filme denegrindo a imagem dele e dos seus companheiros, ou seja ele expôs oq vivenciou e deu sua opinião.

  12. #11
    Membro
    Info
    Registro
    Nov 2001
    Mensagens
    270
    Verdinhas
    0

    Po abre o Word e da um auto resumo antes de Postar haeuehauaheha zuera... to sem tempo, mas ja leio

  13. #12
    Membro
    Info
    Registro
    May 2002
    Mensagens
    1.403
    Verdinhas
    0

    A grande verdade é que nunca vamos saber TODA a verdade pq a História é contada pelos vencedores.


    Os perdedores são os malvadões e os vencedores os bonzinhos salvadores do mundo.

    Existem muitas teorias que dizem que não ouve massacre de judeus (Teoria Revisionista), das quais eu discordo, mas tb existem outras que podem ser levadas mais a sério, como uma que diz que após Dunquerque Hitler teria pedido um armisticio com a Inglaterra, mas Churchil teria rejeitado, ele achava que se alguem teria que dominiar a Europa tinha que ser a Inglaterra, as essas teorias muito provavelmente nunca terão provas concretas o suficiente para ser consideradas verdadeiras de fato.

    Lógico que Hitler era um louco insano e lógico que a maioria dos alemães, pelo menos enquanto a Alemanha ganhava a guerra, acreditava e apoiva tudo o que ele dizia e fazia.
    Mas veja o lado do POVO alemão.
    A Alemanha estava curvada pelos aliados na Primeira Guerra, uma guerra alias que não era dela, a inflação era 1000% ao mês, todo o país na mais profunda pobreza, chega um naniquinho com cara de invocado e muda tudo isso, lógicamente que ele virou deus, ai ele fala que a culpa da desgraça toda são os judeus, qual seria a reação normal???? Todo mundo virou anti-semita. Mas pq ele fez isso???
    Pq ele queria uma raça pura????
    Balela, nem ele se encaixava nos padrões arianos, a matança de judeus teve um unico motivo, DINHEIRO, os únicos que tinham ouro suficiente, na Europa, pra sustentar a guerra eram os judeus e qual a forma mais pratica de ter esse ouro? Acabando com todos eles.

    Todo povo alemão era nazista, não pq odiava os judeus ou pq eram loucos como Hitler, mas sim pq foram jogados na pobreza, viram seu país de joelhos e seus filhos passando fome.

    E que isso sirva de lição, pois esta acontecendo de novo, pq vcs acham que um sujeito entra num avião e se joga com ele num predio de 80 andares? Pq esta desesperado e apareceu outro louco pra falar que isso iria salva-lo.

    Não estou querendo justificar esses atos de carnificina, mas é preciso ver as coisas por varios ângulos antes de se chegar a uma conclusão. Numa guerra ninguém é santo, é na guerra que aparece o pior do ser humano.

  14. #13
    Membro
    Autor do tópico
    Info
    Registro
    Jan 2002
    Mensagens
    87
    Verdinhas
    0

    Estou mei ocupado no memento então debaterei apenas este pedaço q me chamou mais a atenção.

    Pq ele queria uma raça pura????
    Balela, nem ele se encaixava nos padrões arianos, a matança de judeus teve um unico motivo, DINHEIRO, os únicos que tinham ouro suficiente, na Europa, pra sustentar a guerra eram os judeus e qual a forma mais pratica de ter esse ouro? Acabando com todos eles.

    Pelo que estudei a realidade em que o povo alemão vivia (Extrema pobresa) Hitler antes de conseguir o poder total sobre o a alemanha, chegou a essa conclusão: A unica Aristrocacia restante na alemanha era composta por quase todos por familias Judaicas, isso levou Hitler a pedir uma especie de linha de credito para poder de certa forma salvar o povo alemão. Ele recebeu um grande NÃO isso pra um soldado como ele (Diga-se de passagem, pode ser dizer tudo de Hitler menos q foi um covarde)foi como se eles "judeus-germanicos" traissem a patria (Quero deixar claro q isso q estou escrevendo eh documentado em detalhes nos anais da historia pré-guerra)pra ele q ja sofrera traumas de guerra suponho q pos em sua cabeça q os judeus trabalham em pro beneficio sem se preocupar com o resto do pais. Bom isso aconteceu. Eh um fato indiscutivel. Agora se isso levou ao extermino de judeus eh outra historia cheia de controversias. Como nos ducumentos revisionistas etc. Apesar do Revisionismo atuar sobre a regra de inocencia condicional de todos do 3 reich(coisa q sei q não eh verdade pois q houve mortes ilegais.) Respeito o ponto de vista deles e realmente acho q em alguns documento o nivel de detalhes tão superior aos antigos documentos americanos e sovieticos me levam a ter seria duvidas sobre o "Holocauto". Alguem ja leu sobre o "Holocauto alemão" ?

  15. #14
    Membro
    Info
    Registro
    Mar 1999
    Mensagens
    1.387
    Verdinhas
    0

    Quanto ao armistício que Hitler teria oferecido à Inglaterra após Dunquerque:


    Isso provavelmente era verdade, inclusive o discurso "um apelo à razão" seguia pela linha conciliatória quando foi mudado no último momento ao Hitler perceber que a Inglaterra não aceitaria um armistício.
    E acho que não haveria outro caminho a ser seguido pela Inglaterra que não fosse o do prosseguimento da Guerra. Hitler já havia demonstrado que não era confiável após "receber" os Sudetos e anexar a Áustria, em troca da "Paz de Nosso Tempo" de Chamberlain para logo depois invadir a Polônia. Portanto acho que o que a Inglaterra procurava, ao rejeitar a paz com a Alemanha, era antes de tudo assegurar a sua própria existência. Simbolicamente, na minha opinião, aquele foi o momento decisivo do século passado.

  16. #15
    Membro
    Info
    Registro
    Nov 2001
    Mensagens
    270
    Verdinhas
    0

    Tipo eu n li o tópico direito e nem sei se vcs estão falando nisso, mas o Interceptor tava falando algo assim então vo escrever a minha leiga opinião.

    Pq aconteceu o massacre?

    A maioria dos Estados europeus ja haviam se unficado e tornado nações. Alguns obtiveram sucesso como a Suiça e a Holanda (Grande potência capitalista no Séc XVI), mas alguns é claro não se sobressairam, caso da Itália (totalmente descentralizada) e do S.I.R.G (Sacro Império Romano Germânico).

    Qdo o S.I.R.G, q chamarei de Alemanha para facilitar, se viu totalmente a beira do caos e TOTALMENTE falida frente a nova realidade capitalista era preciso fazer algo.

    E os lideres da Alemanha tomaram uma atitude lamentável. O massacre serviu como uma desculpa para justificar a má situação economica da nação. Também houve uma ponta de egoísmo em descontar toda a culpa nos judeus q se encontravam em ótima situação financeira e infelizmente levaram a pior.

    Desculpe pela ignorância, mas pelo q eu me lembre ter aprendido foi isso. Se alguem tiver algumas correcoes por favor cite, jah q meus conhecimentos históricos sào muito reduzidos.

    Abraços

+ Responder Tópico Ir para o Fórum

Compartilhar

Permissões