+ Responder Tópico
  1. #1
    Membro Avatar de Repolho Roxo
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Jan 2005
    Mensagens
    15.338
    Verdinhas
    2913

    *** As X1 são mais que simples GPUs? ***



    Os que se interessam em informática, sabem que a nova linha de processadores gráficos da ATI já saiu e que foram publicados diversos testes das Radeon X1800, X1600 e X1300, permitindo que você possa fazer um parecer em relação à concorrência.

    À minha direita, a AGEIA e à minha esquerda, a ATI...

    O que no entanto é pouco conhecido ao público é o novo rumo que a canadense começa a tomar. A história começa quando a ATI decide, à surpresa geral, que posicionar-se-á como concorrente do PhysX (leia aqui). A NVIDIA preferiu se afastar do caminho da AGEIA, felicitando a introdução da futura PPU (Physics Processing Unit) que poderá, a longo prazo, apenas ter um impacto benéfico na qualidade dos jogos. A ATI não tem o mesmo parecer e decidiu que suas GPUs participarão na corrida ao PPU, considerando que sua linha é bastante potente para se encarregar de operações relativas à interação e evolução de corpos sólidos, líquidos e gasosos em um dado ambiente.

    O obstáculo a superar

    Se não houver nada perante a implicação da ATI na área das PPUs, o que é normal, levando-se em conta o estado prematuro deste projeto, é necessário superar um obstáculo para que ela se imponha. De modo que um chip se encarregue das operações físicas nos jogos, é preciso que os desenvolvedores se utilizem disso rapidamente. Para tal, as fabricantes põem à disposição uma API (Application Programmation Interface) que permite tirar proveito da PPU. Ora, se a AGEIA já iniciou a distribuição de seu API que é utilizada e aceita pelos desenvolvedores, a ATI terá como missão propôr uma API capaz de rivalizar com a da AGEIA e deste modo, atrair os mesmos, o que está longe de conseguir.

    Uma GPU que é GPGPU



    Durante uma conferência de imprensa a qual assistimos durante o lançamento das R5xx, a ATI falou muito das utilizações "não-gráficas" que podem ser incorporadas com sua nova linha de processadores. Apresenta suas GPUs como também sendo GPGPUs (General Purpose Graphic Processing Unit), ou seja, os pixels shaders trabalham em dados além dos próprios pixels. O grande número de dados das placas X1800 é precisamente adequado para este tipo de utilização. Assim o "software" de simulação molecular de proteínas dinâmicas da Universidade Groningen, os GROMACS (Groningen Machine for Chemical Simulations) utilizado no [email protected], serão beneficiados imensamente da otimização dos chips ATI que possuem melhor taxa de transferência que os processadores centrais (CPUs). A ATI se comprometeu em abrir de forma plena os X1000 aos desenvolvedores para que possam ainda otimizar a utilização GPGPU dos processadores ATI (documentações, APIs de baixo nível dedicados).

    A canadense põe adiante o recurso de "scatter" à sua última GPU, que é, a grosso modo, a possibilidade dos shaders de poderem realizar escritas em memórias arbitrárias, o que é muito vantajoso para aplicações GPGPU. A título de informação, nas arquiteturas das GPUs precedentes, apenas os vertex shaders eram capazes, os pixels shaders não poderiam fazer uso do "scatter", uma vez que escreviam à uma posição no "frame buffer" determinada pela "setup engine". Por último, os engenheiros da ATI que contam muito com a nova utilização de suas GPUs, deixam a entender que disponibilizarão uma API de baixo nível que se encontra a chave de ativação de aplicação GPGPU que, de momento, permanece em casos muito específicos. Nada foi informado a respeito de quando sairá tal API que certamente, deverá ser após vários meses.

  2. # Publicidade
    Publicidade

  3. #2
    Membro Avatar de andrepmrj
    Info Conteúdo e Citações Jogos Mensageiros
    Registro
    Nov 2000
    Mensagens
    11.346
    Verdinhas
    449

    olha eu ja tinha visto isso e, eu acho que nao vai dar em nada.

    bom agora talvel nao.

+ Responder Tópico Ir para o Fórum

Assuntos do tópico

Compartilhar

Permissões