Página 6 de 20 Primeira Última

[PC Games] Qual o ultimo jogo que vc terminou? - Imagem/Comentários

  1. #126

    Padrão

    Q nota vc dá pro GD e q nota dá para o D3 em relação à
    Gráfico
    Jogabilidade
    Skills/combos/etc
    Armas/armaduras

    Quase comprei, mas tive medo d perder tmp

  2. Publicidade

  3. #127

    Padrão

    Q nota vc dá pro GD e q nota dá para o D3 em relação à
    Gráfico
    Jogabilidade
    Skills/combos/etc
    Armas/armaduras

    Quase comprei, mas tive medo d perder tmp
    Com todo respeito, você precisa aprender a ler e a escrever.
    Suas indagações já estão explicadas no meu post. Por favor, leia novamente com atenção.

  4. #128

    Padrão

    Com todo respeito, você precisa aprender a ler e a escrever.
    Suas indagações já estão explicadas no meu post. Por favor, leia novamente com atenção.
    Oi Rogerio.

    Estava no celular quando escrevi isso. Posso garantir que minha leitura e escrita não deixam nada a desejar.

    Li novamente sua postagem agora, e minhas simples perguntas não estão esclarecidas, pois o que pedi, foi uma nota comparativa entre os 2 jogos em alguns quesitos, e em momento nenhum você fez isso.

    Exemplo:
    - Jogabilidade: Diablo 10, Grim Dawn, 8....
    - armas.... diablo 7, GD 3, etc.

    Mas deixa pra lá, youtube tá aí, eu tiro minhas conclusões.

  5. #129

    Padrão

    Oi Rogerio.

    Estava no celular quando escrevi isso. Posso garantir que minha leitura e escrita não deixam nada a desejar.

    Li novamente sua postagem agora, e minhas simples perguntas não estão esclarecidas, pois o que pedi, foi uma nota comparativa entre os 2 jogos em alguns quesitos, e em momento nenhum você fez isso.

    Exemplo:
    - Jogabilidade: Diablo 10, Grim Dawn, 8....
    - armas.... diablo 7, GD 3, etc.

    Mas deixa pra lá, youtube tá aí, eu tiro minhas conclusões.
    Fiquei preocupado. Que bom.

    Não sei dar notas comparativas, mas o Grim Dawn em relação ao Diablo 3, é um jogo mais completo, como muito mais opções de habilidades ativas e passivas, classes, mistura de classes, armas com muitos atributos, uma infinidade de armas, gráficos lindos, com detalhes, efeitos de luz e sombra maravilhosos, mas não tem cutscenes e a história é fraca e mal contada.

    Em resumo, se você gostou de Diablo 3, vai gostar de Grim Dawn. Mas não espera nada mais que isso.

  6. #130

    Padrão

    Eu voltei pra terminar de vez o GD, havia jogado boas horas, mas não tinha chegado no end-game. Já havia indicado esse jogo, joguei D3 RoS, mas prefiro GD como jogo em si. D3 tem as fendas que são bem divertidas e com gameplay infinito, mas GD você pode mesclar personagens. Por exemplo meu char é cabalista/necro , pego as skills que mais me agrada em cada classe e vou updando, criando algo totalmente novo.

    Outra coisa boa no GD é que da pra começar jogar já no veterano, conseguindo assim mais drops e deixando o jogo mais divertido, D3 me irritou um pouco porque tem que começar no modo for dummies, terminei a campanha do jogo morrendo só uma vez, só fui ter desafio nas fendas.
    No GD meu char esta no level 29, já tomei muito hit kill e tenho que tomar cuidado durante todo jogo, acho isso muito bom, faz você aproveitar melhor o jogo.

    Existe também o Path of Exile, mas esse chega mais próximo de um MMORPG, apesar de ser totalmente possível jogar solo foco principal do jogo não é esse, já GD sim é feito pensando no player que joga solo, inclusive funciona offline e depois que volta a internet ele atualiza o save.

    Se for comprar o GD compre juntamente com a DLC Ashes of Malmouth Expansion, essa é a unica "obrigatória" até então resto é cosmético.

    Esse tipo de jogo ao menos aqui acho quase uma terapia, acho extremamente confortável colocar uma musica de fundo, deixar o som do jogo numa altura razoável e ficar matando monstrinhos Clique para abrir a imagem em nova guia
    Editado por svee em 09-08-2018 às 14:45

  7. #131

    Padrão

    Eu voltei pra terminar de vez o GD, havia jogado boas horas, mas não tinha chegado no end-game. Já havia indicado esse jogo, joguei D3 RoS, mas prefiro GD como jogo em si. D3 tem as fendas que são bem divertidas e com gameplay infinito, mas GD você pode mesclar personagens. Por exemplo meu char é cabalista/necro , pego as skills que mais me agrada em cada classe e vou updando, criando algo totalmente novo.

    Outra coisa boa no GD é que da pra começar jogar já no veterano, conseguindo assim mais drops e deixando o jogo mais divertido, D3 me irritou um pouco porque tem que começar no modo for dummies, terminei a campanha do jogo morrendo só uma vez, só fui ter desafio nas fendas.
    No GD meu char esta no level 29, já tomei muito hit kill e tenho que tomar cuidado durante todo jogo, acho isso muito bom, faz você aproveitar melhor o jogo.

    Existe também o Path of Exile, mas esse chega mais próximo de um MMORPG, apesar de ser totalmente possível jogar solo foco principal do jogo não é esse, já GD sim é feito pensando no player que joga solo, inclusive funciona offline e depois que volta a internet ele atualiza o save.

    Se for comprar o GD compre juntamente com a DLC Ashes of Malmouth Expansion, essa é a unica "obrigatória" até então resto é cosmético.

    Esse tipo de jogo ao menos aqui acho quase uma terapia, acho extremamente confortável colocar uma musica de fundo, deixar o som do jogo numa altura razoável e ficar matando monstrinhos
    Comprei sem essa DLC citada.
    Acho absurdo lançarem o jogo e depois venderem um conteúdo extra que deveria fazer parte do jogo original.
    Eu optei por jogar como shaman, mas vendo os gameplays na internet, optaria hoje pelo necromante, que só tem na expansão, mas não animaria jogar tudo novamente.

  8. #132

    Padrão

    Comprei sem essa DLC citada.
    Acho absurdo lançarem o jogo e depois venderem um conteúdo extra que deveria fazer parte do jogo original.
    Eu optei por jogar como shaman, mas vendo os gameplays na internet, optaria hoje pelo necromante, que só tem na expansão, mas não animaria jogar tudo novamente.
    Mano, pior é o D3.
    Sem o RoS ele simplesmente não tem end-game, porque é nele que adiciona as fendas e caçadas. Ao menos no GD é adicionado conteúdo novo de fato.
    Ainda no D3 tem outra DLC que a unica coisa que faz é adicionar negromante. Isso sim é absurdo.

  9. #133

    Padrão

    Fechei Mass Effect 2, melhor titulo da franquia, infelizmente o ultimo Mass Effect foi um retrocesso.

  10. #134

    Padrão

    Fechei Mass Effect 2, melhor titulo da franquia, infelizmente o ultimo Mass Effect foi um retrocesso.
    Não joguei o 1. Joguei o 2 e gostei pra caramba. Fiquei em cima do muro em relação ao 3, não vale a pena mesmo não?

  11. #135

    Padrão

    Não joguei o 1. Joguei o 2 e gostei pra caramba. Fiquei em cima do muro em relação ao 3, não vale a pena mesmo não?
    O 3 até que vale... O Andromeda que acho que ele está se referindo...

    Foi massacrado no lançamento, mas parece que arrumaram boa parte dos problemas hoje em dia...

  12. #136

    Padrão

    Ultimo jogo que fechei
    Clique para abrir a imagem em nova guia



    Hellblade Senua's Sacrifice
    Realmente acho entediante jogos que parecem filmes interativos, mas esse foi incrivelmente bem feito.
    Primeiro fato é que em geral não se para o gameplay pra contar a historia, essa é feita ao longo do jogo, também não existe o câncer chamado Quick Time Event, as lutas são cinematográficas, as vezes não sabia se estava jogando ou assistindo a Lagertha lutar em Vikings, pois você controla tudo.

    Também não existe aquelas tutoriais sem fim, alias não existe tutorial de praticamente nada. Principalmente aqueles tutoriais de jogo AAA, onde o jogo trava até você fazer o que precisa.

    Do meio do jogo pra frente os puzzles melhoram um pouco, mas não são muito desafiadores.

    O que são incríveis são as vozes na cabeça dela, esse jogo é obrigatório o uso de fones. 90% da imersão se deve ao fato de simular esquizofrenia.

    Na maior parte das vezes as vozes não tem tradução ou legenda, apesar de não ser obrigatório, conseguir entender um pouco de ingles melhora a experiência.

    Algumas parte como Blindness Shard Challenge e Sea of Corpses são um pouco pertubadoras.

    Outra coisa importante, se você usa GPU AMD na praia onde tem a arvore que foi lhe deixado a espada o jogo tem serios problemas de performance, somente naquela área.

    Pra corrigir isso coloque o comando -USEALLAVAILABLECORES -dx10 no atalho, você fica pouco nessa area, quando sair tire e deixe o jogo no DX11 padrão, jogo é muito bonito visualmente.

    Fora esse problema de performance nessa area, achei o jogo muito bem otimizado pelos gráficos incríveis que proporciona. Joguei num i5 2400/RX560D/16GB com tudo me medium e fps ficou acima de 60 durante praticamente todo jogo.

  13. Publicidade

  14. #137

    Padrão

    A PTDE só com mods mesmo pra consertar. Dá uma olhada, vale a pena, tem fix para controlar a câmera com o mouse e UI para teclados.

    O nome dos mods se chamam Mouse Fix e Modern keyboard interface icons, ambos podem ser baixados na Nexus.
    Bom saber, tentei jogar o PTDE, havia broxado totalmente devido a isso.
    Editado por svee em 20-08-2018 às 10:28

  15. #138

    Padrão

    Todos os Mass Effects são espetaculares, exceto o Andromeda.

    O Mass Effect 1 é o que envelheceu pior, por causa da jogabilidade mais estilo RPG e um pouco mais travada, mas a exploração dos locais e os diálogos são ótimos mesmo assim. É incrível

    Mass Effect 2 pegou a jogabilidade do primeiro e arrumou, pra ficar mais Action RPG. Não que fosse ruim antes, mas melhoraram a dinâmica do jogo. A história, personagens e todo o resto são absurdos, e pra mim tem o melhor DLC de todos os tempos, que o Lair of the Shadow Broker, melhor ainda se sua opção de romance for a Liara.

    Mass Effect 3 é igualmente sensacional, mas que, por conta da EA, gerou uma nuvem de comentários negativos sobre o jogo, e aí virou uma bola de neve. Muita gente reclama, hoje em dia, ao meu ver, de coisas que o pessoal reclamava antigamente e que foram consertadas. Uma das reclamações, muito justa no fim das contas, era de que EA é a ganância em forma de empresa, e ela lançou o jogo, e no mesmo dia lançou uma DLC que destravava um personagem absolutamente essencial para a história. Além disso, o jogo antigamente precisava de ser jogado online (fazendo missões multiplayer) para se atingir o melhor final, porque somente os War Assets não davam conta do recado, o que era ridículo. E, por fim, o encerramento da história foi ponto de muitas críticas por conta de ter vários momentos não explicados. Essa última reclamação foi corrigida com um DLC grátis, o Extended Cut, que tapa alguns dos buracos na história e também conserta a cagada de não ter War Assets sem o multiplayer. Só que aí o dano já tinha sido causado, e muita gente renegava o 3, até que saiu o Andromeda, e agora o 3 é elogiado, porque o hate tá no Andromeda (só que justo, nesse caso).

    Muitos dos momentos mais marcantes da história estão no ME3, e o final do jogo me deixou destruído (mas eu achei muito bom), e a única coisa que eu odiei foi o fato de a história ser concluída de forma tão contundente que ficou impossível ter um ME4 sem alguma gambiarra. Tinha uma teoria na internet, a Indoctrination Theory, que eu, por um acaso, antes de ler, tinha pensado sobre, quando terminei de jogar, que conseguiria, se adaptada, fechar a história e permitir um ME4, ao invés dessa bagunça que foi o Andromeda. Os maiores defeitos do ME3, pra mim, são alguns bugs insuportáveis, que eu tinha quando ia pra parte da frente da Normandy e meu personagem ficava preso, aí tinha que dar Load. E, claro, o fato de ele necessitar de uma Conta Origin vinculada para funcionar. Como meu ME3 é original, a primeira vez que instalei, assustei com isso, pq não precisou dessa baboseira pro ME2, mas ok, rodou sossegado, incluindo as DLCs, as quais tenho todas. Na segunda vez que fui instalar, após ter formatado o PC, a Origin não queria deixar eu terminar o Setup, e eu não conseguia jogar um jogo que arrumei original. Aí perdi a paciência e baixei tudo por torrent, que funciona muito melhor.

  16. #139

    Padrão

    Shadowrum: Returns

    RPG de estratégia, bem simples e divertido.
    A história é uma aventura simples, como um capítulo de um livro, sem aprofundar no universo e planos de fundo.
    Gostei da variedade de classes e de formas de jogar. Me chamou muito a atenção, o modo de hackear.

    Terminei em 16h de muita diversão e novidades.
    Roda em qualquer PC, estava usando 2% da GTX 1060 6gb e 1% do Ryzen 2700X.

    Clique para abrir a imagem em nova guia

    Clique para abrir a imagem em nova guia

    Essa imagem abaixo é uma arte do livro de RPG.

    Clique para abrir a imagem em nova guia

  17. #140

    Padrão

    Todos os Mass Effects são espetaculares, exceto o Andromeda.

    O Mass Effect 1 é o que envelheceu pior, por causa da jogabilidade mais estilo RPG e um pouco mais travada, mas a exploração dos locais e os diálogos são ótimos mesmo assim. É incrível

    Mass Effect 2 pegou a jogabilidade do primeiro e arrumou, pra ficar mais Action RPG. Não que fosse ruim antes, mas melhoraram a dinâmica do jogo. A história, personagens e todo o resto são absurdos, e pra mim tem o melhor DLC de todos os tempos, que o Lair of the Shadow Broker, melhor ainda se sua opção de romance for a Liara.

    Mass Effect 3 é igualmente sensacional, mas que, por conta da EA, gerou uma nuvem de comentários negativos sobre o jogo, e aí virou uma bola de neve. Muita gente reclama, hoje em dia, ao meu ver, de coisas que o pessoal reclamava antigamente e que foram consertadas. Uma das reclamações, muito justa no fim das contas, era de que EA é a ganância em forma de empresa, e ela lançou o jogo, e no mesmo dia lançou uma DLC que destravava um personagem absolutamente essencial para a história. Além disso, o jogo antigamente precisava de ser jogado online (fazendo missões multiplayer) para se atingir o melhor final, porque somente os War Assets não davam conta do recado, o que era ridículo. E, por fim, o encerramento da história foi ponto de muitas críticas por conta de ter vários momentos não explicados. Essa última reclamação foi corrigida com um DLC grátis, o Extended Cut, que tapa alguns dos buracos na história e também conserta a cagada de não ter War Assets sem o multiplayer. Só que aí o dano já tinha sido causado, e muita gente renegava o 3, até que saiu o Andromeda, e agora o 3 é elogiado, porque o hate tá no Andromeda (só que justo, nesse caso).

    Muitos dos momentos mais marcantes da história estão no ME3, e o final do jogo me deixou destruído (mas eu achei muito bom), e a única coisa que eu odiei foi o fato de a história ser concluída de forma tão contundente que ficou impossível ter um ME4 sem alguma gambiarra. Tinha uma teoria na internet, a Indoctrination Theory, que eu, por um acaso, antes de ler, tinha pensado sobre, quando terminei de jogar, que conseguiria, se adaptada, fechar a história e permitir um ME4, ao invés dessa bagunça que foi o Andromeda. Os maiores defeitos do ME3, pra mim, são alguns bugs insuportáveis, que eu tinha quando ia pra parte da frente da Normandy e meu personagem ficava preso, aí tinha que dar Load. E, claro, o fato de ele necessitar de uma Conta Origin vinculada para funcionar. Como meu ME3 é original, a primeira vez que instalei, assustei com isso, pq não precisou dessa baboseira pro ME2, mas ok, rodou sossegado, incluindo as DLCs, as quais tenho todas. Na segunda vez que fui instalar, após ter formatado o PC, a Origin não queria deixar eu terminar o Setup, e eu não conseguia jogar um jogo que arrumei original. Aí perdi a paciência e baixei tudo por torrent, que funciona muito melhor.
    Só joguei o 2 e o Andromeda, iniciei o 3 mas quando vi que falavam muito mal eu parei, um dia eu tento jogar. O 2 é sensacional, a história fascinante tbm. O Andromeda uma completa bosta, não recomendo ninguém a perder o tempo com o jogo, eu zerei mas fiquei com essa sensação de tempo perdido, sem contar que quando acaba eu fiquei tipo: "é isso?"

    Tinha um puta potencial, geraram uma expectativa do caramba e entregaram uma porcaria.

  18. #141

    Padrão

    Tem um vídeo que EA lançou quando saiu ME 2 para o PS3, explicando a historia do 1. Queria ele legendado, para começar direto no 2...

  19. #142

    Padrão

    Mass Effect e Chrono Trigger são, sem sombra de dúvidas, os melhores jogos que eu já joguei, considerando o Mass Effect como a trilogia toda. Eu até entendo quem acha que o primeiro envelheceu mal, embora eu ainda curta ele igual sempre curti (e na real só fui jogar em 2015, quando ganhei um PC que rodava ele). Quando pego Mass Effect pra jogar eu jogo a trilogia inteira na sequência e gosto de ver as ações que eu tomei em cada jogo repercutindo em outros adiante. O 2 eu joguei primeiro por causa que foi uma Demo do PS3 que meu primo tinha, que na verdade tinha sido eu que tinha baixado no PS3 dele nas férias. Desde quando lançou o primeiro eu tinha certeza que ia pirar naqueles jogos e toda vez que eu jogo me da uma sensação de vazio desgraçada quando eu termino, porque não acho jogo que consiga me prender tanto. Nas férias de meio de ano da minha faculdade, no ano passado, peguei os 3 pra jogar na sequência e fiz umas 110 horas em uma semana e mais uns dias. Eu acordava e ia jogar. Sugiro, sinceramente, que se interessem joguem os 3, na sequência, se possível.

    Sobre o Andromeda, a melhor definição que eu vi sobre ele é que ele se parece com aquelas sequências merdas, que são lançadas direto em DVD, sem passar no cinema, de filmes muito fodas. Uma pena. E se o Anthem engrenar, acho que eles largam o Mass Effect de lado. Eu consigo sentir a dor de quem era fã de Dead Space e queria uma sequência para a história, até que a EA foi lá e fechou o estúdio (Visceral games), e sinto que a Bioware, se o Anthem não rolar, vai começar a ficar na corda bamba, e, como disse, se der certo, fica com um jogo para manter por vários anos, tipo a franquia Destiny. Ou seja, as chances de um novo Mass Effect são menores, o que é uma pena, porque foi o jogo mais marcante, pra mim, da geração do X360 e PS3, junto com o Red Dead Redemption, que infelizmente nunca chegou aos PCs porque a Rockstar não conseguiu otimizar a engine (mas hoje está apresentando progresso através do emulador de PS3).

    Engraçado que ano passado, diga-se de passagem espetacular para jogos, o pessoal tava pirando com Persona 5 (que eu ainda quero jogar), Zelda BOTW (ótimo jogo) e PUBG (não é minha praia), mas pra mim foi foda porque joguei Chrono Trigger (no meu DS), Stardew Valley (que já tinha jogado demais em 2016 e continuei em 2017), Steamworld Dig 2 (meu jogo favorito lançado no ano passado), Skyrim (que também fiz mais de 100 horas) e a trilogia Mass Effect. Esse ano já lançaram muitos jogos bons, mas ainda to procurando algo que me prenda de verdade, porque mais do que qualidade, o "santo" tem que bater com o jogo hahaha.

  20. #143

    Padrão

    M1 e M2 são excelentes. M3 tu parece mais um espectador do desfecho da história. Parece que tu "não joga" ele.

  21. #144

    Padrão

    Bf Bad COmpany 2, fechei mais uma vez depois de 8 anos, e que venha o BF V, mas o bf 4 continua sendo meu preferido, é uma pena que não há mais jogadores online.

  22. #145

    Padrão

    Path of Exile, assim como o Grim Dawn dizer que fechei esse jogo é muito relativo.
    Terminei a campanha e agora estou fechando o atlas e farmando Delve (desafio da liga atual), sem duvida esse é o ARPG mais complexo da atualidade, se você olhar o GD aparentemente ele tem mais opções de construção de personagem.
    Mas quando você começa jogar PoE, percebe que na verdade seu char é uma pagina em branco, as skills são baseadas em gemas encaixadas em armas, você tem sua arvore de passivas onde ainda pode colocar gemas espeficicas, depois disso ainda tem a "Ascensão" no Labirinto do Lord onde você escolhe que vertente seu char vai ter "No meu caso que comecei de bruxa, era necromancer, ocultista e elementarista.

    Outra coisa é que todos os personagens podem usar todas as armas e equipamentos, entao somando tudo isso a construção de personagens é quase infinita.

    Historia é divertida, alguns personagens são bem carismáticos. Mas o foco mesmo é a jogabilidade. Incrivel de tão boa, fora isso você tem o mercado do jogo. Precisou de um item, vai poe.trade e compra, pagando com moeda do proprio jogo.
    Gastei R$50 com abas no jogo, mas porque quero jogar outras ligas e fazer outros personagens, mas sinceramente, se for pra jogar com um personagem somente, aproveitar a campanha e até uma liga ou outra, apenas com as 4 abas do Free to play da pra se virar.

    End-Game é muito bom, terminei a campanha no level 68 e nem completei minha Build Final ainda, os mapas do Atlas são muito bons.
    Meu char
    https://www.pathofexile.com/account/...nom/characters

    Enfim, puta jogo e da pra jogar de graça, não é e segundo os devs nunca será P2W

  23. #146

    Padrão

    Eu voltei pra terminar de vez o GD, havia jogado boas horas, mas não tinha chegado no end-game. Já havia indicado esse jogo, joguei D3 RoS, mas prefiro GD como jogo em si. D3 tem as fendas que são bem divertidas e com gameplay infinito, mas GD você pode mesclar personagens. Por exemplo meu char é cabalista/necro , pego as skills que mais me agrada em cada classe e vou updando, criando algo totalmente novo.

    Outra coisa boa no GD é que da pra começar jogar já no veterano, conseguindo assim mais drops e deixando o jogo mais divertido, D3 me irritou um pouco porque tem que começar no modo for dummies, terminei a campanha do jogo morrendo só uma vez, só fui ter desafio nas fendas.
    No GD meu char esta no level 29, já tomei muito hit kill e tenho que tomar cuidado durante todo jogo, acho isso muito bom, faz você aproveitar melhor o jogo.

    Existe também o Path of Exile, mas esse chega mais próximo de um MMORPG, apesar de ser totalmente possível jogar solo foco principal do jogo não é esse, já GD sim é feito pensando no player que joga solo, inclusive funciona offline e depois que volta a internet ele atualiza o save.

    Se for comprar o GD compre juntamente com a DLC Ashes of Malmouth Expansion, essa é a unica "obrigatória" até então resto é cosmético.

    Esse tipo de jogo ao menos aqui acho quase uma terapia, acho extremamente confortável colocar uma musica de fundo, deixar o som do jogo numa altura razoável e ficar matando monstrinhos Clique para abrir a imagem em nova guia
    Comprei GD por causa do seu comentário e estou gostando muito.
    Obrigado!

  24. #147

    Padrão

    Hollow Knight
    Ori and the Blind Forest
    Steamworld Dig
    Steamwaorld Dig 2
    Chasm
    Moonlighter
    Timespinner

    Tudo em 2 meses eu acho.

  25. #148

    Padrão

    Comprei GD por causa do seu comentário e estou gostando muito.
    Obrigado!
    Esses ARPGs atuais, pra quem já é mais velho e sem saco pra aguentar criançada é a perfeição, você coloca uma musica de fundo, entra no jogo e passa horas grindando. Fora que da pra pausar, como tenho filha e esposa, poder pausar o jogo me faz jogar mais, porque no csgo por exemplo, uma partida de comp dura facil 60min e você não pode sair, então só jogava a noite, quando a pequena estava dormindo.

    No GD você tem pausa e no PoE é só usar o pergaminho do portal, logo pode parar a hora que quiser, isso me faz jogar mais tempo.

    Outra coisa que acho muito boa, jogar "online" solo praticamente, no PoE ainda estou na guilda da adrena, mas só joguei o lab com outro player de la pq queria acabar logo e meu char estava papel.

    Fora isso tu joga solo, logo não tem boludo, nem criança, nem tem que ficar de amiguismo pra ter pessoas pra jogar.
    Tentei csgo, até que era divertido, mas volta e meia pegava uns boludos e não podia sair da partida, no PUBG tentei jogar solo, mas era nego de hacker e macro pra todos os lados, em squad com random cai com um guri de 6 anos (que pai deixa um guri dessa idade jogar online?)

    Em ARPG não tem nada disso, como você joga contra você mesmo, nem mesmo cheaters são problema é um mar de paz e tranquilidade.

    Meu proximo passo é jogar Dark Souls e RPGs isometricos como pillar of eternity, Divinity Original Sin, fora isso só consigo ter saco pra jogar Quake Champions, porque apesar de ser PvP um player babaca no seu time não ferra a experiência.

  26. #149

    Padrão

    Esses ARPGs atuais, pra quem já é mais velho e sem saco pra aguentar criançada é a perfeição, você coloca uma musica de fundo, entra no jogo e passa horas grindando. Fora que da pra pausar, como tenho filha e esposa, poder pausar o jogo me faz jogar mais, porque no csgo por exemplo, uma partida de comp dura facil 60min e você não pode sair, então só jogava a noite, quando a pequena estava dormindo.

    No GD você tem pausa e no PoE é só usar o pergaminho do portal, logo pode parar a hora que quiser, isso me faz jogar mais tempo.

    Outra coisa que acho muito boa, jogar "online" solo praticamente, no PoE ainda estou na guilda da adrena, mas só joguei o lab com outro player de la pq queria acabar logo e meu char estava papel.

    Fora isso tu joga solo, logo não tem boludo, nem criança, nem tem que ficar de amiguismo pra ter pessoas pra jogar.
    Tentei csgo, até que era divertido, mas volta e meia pegava uns boludos e não podia sair da partida, no PUBG tentei jogar solo, mas era nego de hacker e macro pra todos os lados, em squad com random cai com um guri de 6 anos (que pai deixa um guri dessa idade jogar online?)

    Em ARPG não tem nada disso, como você joga contra você mesmo, nem mesmo cheaters são problema é um mar de paz e tranquilidade.

    Meu proximo passo é jogar Dark Souls e RPGs isometricos como pillar of eternity, Divinity Original Sin, fora isso só consigo ter saco pra jogar Quake Champions, porque apesar de ser PvP um player babaca no seu time não ferra a experiência.
    Estou gostando bastante mas já estou tendo problemas..
    Principalmente com as devotions.. Gosto bastante de build com pets e já fiz e mexi umas 10x para tentar arrumar aqui mas ta ficando fraca... digo fraca pq estou sofrendo no lvl 35 haha. Os pet até tem um dano bem bom, mas estão morrendo muito fácil e rápido, dependendo da build o cooldown da skill é grande e ai é morte.

    Mas estou lidando.. já fiz várias combinações.
    Necro+Demoli
    Necro+Xama
    Essas curti mais.

  27. #150

    Padrão

    Bf Bad COmpany 2, fechei mais uma vez depois de 8 anos, e que venha o BF V, mas o bf 4 continua sendo meu preferido, é uma pena que não há mais jogadores online.
    aqui sempre estao cheios os servers do BF 4

Página 6 de 20 Primeira Última

Compartilhar

Permissões