Como criar um blog Wordpress na Amazon EC2 de graça por 1 ano!

  1. #1

    Wink Como criar um blog Wordpress na Amazon EC2 de graça por 1 ano!

    Click here to enlarge


    http://www.blogcloud.com.br Click here to enlarge

    Você que sempre quis ter seu blog num servidor dedicado próprio, agora vou te dar os passos para isso. Mas antes de tudo, para você fazer isso terá que ter um cartão de crédito internacional, ler alguma coisa em inglês e também alguma experiência com qualquer Linux (acesso SSH, inicializar processos, editor vim etc.). Vamos começar pegando uma instância de graça por 1 ano na Amazon Web Services de 613MB de RAM, 8GB de Storage e até 2GHz de processamento equivalente a um Xeon:

    1. Primeiro, entre em http://aws.amazon.com/ , vá até 'Create an AWS account' > 'I am a new user' e complete o form de registro da Amazon Web Services. No fim do registro, será necessário registrar um cartão de crédito internacional válido e não utilizado previamente.
    2. Após o cadastro completo, você será direcionado à tela de Console do AWS (AWS Management Console). Clique na aba EC2 e depois em 'Getting Started' ou 'Launch Instance' (Isso poderá demorar alguns minutos até que sua conta seja verificada).
    3. Na tela de 'Request Instances Wizard' , escolha as versões de Linux que tem do seu lado direito uma estrela. Eu escolhi a versão Basic 64-bit Amazon Linux. Este Linux tem um kernel da própria Amazon e é ela própria que o atualiza.
      Click here to enlarge
    4. No próximo passo (em 'Instance Details'), deixe tudo como padrão.
    5. Em Create KeyPair tome cuidado. Você irá criar uma chave para entrar por SSH na sua máquina. Não perca esta chave criada de jeito nenhum, pois senão será bem trabalhoso recuperá-la. Então eu recomendo após criá-la, mande para seu e-mail como forma de backup. Escolha qualquer nome para sua chave e dê continue.
    6. Na tela de Firewall, crie um novo 'Security Group'. Dê o nome a ele de wordpress e em 'Inbound Rules' você irá abrir as portas para os ips que você desejar. Então, você deve abrir a porta (Port Range) 80(HTTP) e 22(SSH) para o Source 0.0.0.0/0 . Nota: se você sabe como pegar o ip da sua máquina/rede, tente limitar a porta 22 para este IP por razões de segurança. Você poderá editar as regras de firewall mais tarde.
    7. Na tela de review veja se tudo está como planejado e dê um Launch. Demorará no máximo 1 minuto para sua nova instância Linux subir. Do lado esquerdo do Console, clique em 'Instances' e aguarde ela ficar pronta:
      Click here to enlarge
    8. Quando estiver com o Status 'running', clique na instância. Em 'Instance Actions' clique em 'Connect'. Ali estará os passos para conectar através do SSH em qualquer Unix na sua nova instância. (Se você utilizar Windows, tente procurar pelo PuTTY para conexão e o PuTTYGen para criação de um .ppk a partir da sua KeyPair .pem)
    9. Após entrar na instância com sucesso, você deverá instalar alguns pacotes (programas) no seu linux para que o Wordpress seja instalado. Darei os passos para instalar no webserver Nginx juntamente com o FCGI. Um banco de dados MySQL é requisito do Wordpress, além dos seu módulo para php:
      yum update && yum install nginx mysql-server spawn-fcgi php-mysql php-gd unzip vsftpd vim
    10. Instalado os pacotes, vamos configurar o MySQL com os comandos abaixo: (resetará a senha de root para a qual você escolher - Nota: se você está acostumado com configuração do MySQL, recomendo configurar um usuário diferente de root para rodar seu wordpress por questões de segurança)
      sudo /etc/init.d/mysqld stop
      sudo /etc/init.d/mysqld start --skip-grant-tables
      sudo mysql -u root
      mysql> use mysql; update user set password=PASSWORD('coloque_algum_password_aqui') where User='root'; flush privileges;
      mysql> create database wordpress; exit;
      sudo /etc/init.d/mysqld restart
    11. Para a configuração do nginx, recomendo entrar neste blog http://elasticdog.com/2008/02/howto-...ress-on-nginx/ onde está muito bem explicado a configuração do webserver e inclusive da onde peguei algumas dicas. Vou só deixar minhas dicas: não é preciso instalar novamente o spawn-fcgi já que fizemos isso no passo 9. Verifique também que no arquivo /etc/nginx/nginx.conf existirá uma cvar chamada user, que é com qual usuário o nginx vai rodar. Eu deixei a minha como:
      user wordpress wordpress
      Mas preste atenção que quando for descompactar os arquivos do wordpress nos próximos passos, estes arquivos e pastas terão que ter permissão de acesso para este usuário escolhido. (Se quiser deixar como padrão, terá que mudar as permissões como o comando chmod mais tarde)
    12. Agora vamos baixar o Wordpress (em pt-br. A versão que fiz esse tutorial era a 3.2, mas veja o link da última versão no site deles e mude aqui embaixo), configurar o usuário para rodá-lo e configurar o que precisamos para ele. Qualquer dúvida, acompanhe o tutorial de instalação do próprio WP:
      sudo adduser wordpress
      sudo mkdir /home/wordpress/public_html/
      sudo su && cd /home/wordpress/public_html/
      wget http://br.wordpress.org/wordpress-3.2-pt_BR.zip
      unzip wordpress-3.2-pt_BR.zip
      cd wordpress
      cp wp-config-sample.php wp-config.php
      chmod -R 755 /home/wordpress/public_html/
      vim wp-config.php
    13. Note que o último comando abre o editor arquivo wp-config.php no editor vim. Utilize o editor que preferir. Coloque neste arquivo os dados do seu banco de dados criado no passo 10 como exemplo abaixo:
      define('DB_NAME', 'wordpress');
      define('DB_USER', 'root');
      define('DB_PASSWORD', 'senha_que_voce_escolheu_no_passo_10');
    14. Após salvar o arquivo, reinicie o nginx:
      sudo /etc/init.d/nginx restart
    15. Volte para o Console da Amazon, clique na sua instância e abaixo aparecerá todas as informações dela. Pegue o Public DNS e comece a instalação do WP na url http://PublicDNS/wp-admin/install.php.
    16. Pronto! Agora acesse http://PublicDNS/ que seu blog estará no ar. A URL para administração é http://PublicDNS/wp-admin/
    17. Você vai notar que para que algumas funcionalidades funcionem, como instalar plugins através da interface de administração, será necessário configurar um servidor FTP. Ele foi instalado no passo 9, que é o vsftpd. Para configurar, descomente as linhas do arquivo /etc/vsftpd/vsftpd.conf e depois reinicie o vsftpd (sudo /etc/init.d/vsftpd restart):
      # Uncomment this to enable any form of FTP write command.
      write_enable=YES
      #
      # Default umask for local users is 077. You may wish to change this to 022,
      # if your users expect that (022 is used by most other ftpd's)
      local_umask=022
    18. Pronto, agora para acessar seu site por FTP, o usuário é wordpress e a senha é aquela que você escolheu no passo 12 (no comando sudo adduser wordpress). Note que se você desejar acessar o FTP de seu computador ou local externo, você precisará ir no Console da Amazon em 'Security Groups' > wordpress > 'Inbound' e abrir a porta 21.


    Qualquer dúvida ou problema encontrado é só comentar aqui que eu tento te ajudar. Também recomendo o programa monit para ajudar a monitorar seu servidor e não deixar morrer os processos do Linux (tive alguns problemas com o spawn-fcgi e consegui resolver com ele).
    Também recomendo instalar o Google Analytics para acompanhar um relatório bem completo de visitantes do seu site Click here to enlarge
    Pra quem sacou também, você não necessariamente pode usar essa instância para instalar apenas o Wordpress. Use como bem entender Click here to enlarge
    Miniaturas Anexadas Miniaturas Anexadas Clique na imagem para versão maior

Nome:	 aws_wp.png
Visualizações: 314
Tamanho: 63,1 KB
ID:	4052  
    Editado por GaBRa. em 03-10-2011 às 1:13

  2. Publicidade

  3. #2

    Padrão

    Muito bom hein. E como bem dito no final, é um server linux, você se "diverte" como quiser nele (desde que tenha conhecimento). O que não gostei foi esse fork linux da Amazon ser baseado no Red Hat (ou Fedora, o que pode ser pior).

    MAS gostei de ter várias opções de SO, inclusive o meu "amado" Gentoo.

  4. #3

    Padrão

    Só que esse "Free Tier" como eles chamam é só nesse Linux deles Click here to enlarge
    Geralmente eu instalo Debians e Ubuntus e sempre pego do alestic.com - são as imagens "oficiais".

  5. #4

    Padrão

    E quais são os valores para depois deste 1 ano?!

  6. #5

    Padrão



    Como os serviços de cloud computing são "modularizados" devido à estrutura de Cloud Computing, eles são cobrados separadamente.
    O que chamo de serviços: storage, transferência de dados(ter um IPv4 é cobrado tb) e processamento.

    Na Amazon as máquinas são separadas com um padrão deles. Por exemplo, a máquina micro com características:
    Micro Instance

    613 MB memory
    Up to 2 EC2 Compute Units (for short periodic bursts)
    EBS storage only
    32-bit or 64-bit platform
    I/O Performance: Low
    API name: t1.micro
    Custa U$0.02 por hora numa instância Linux qualquer. Já uma instância Windows custa U$0.03 por hora. Mas isso é só o processamento. Também tem o custo de data transfer:
    First 1 GB / month $0.000 per GB
    Up to 10 TB / month $0.120 per GB
    ...
    etc
    Ou seja, não impacta se você tiver um servidor pequeno.

    Já o storage é cobrado assim:
    Amazon EBS Volumes
    $0.10 per GB-month of provisioned storage
    $0.10 per 1 million I/O requests
    E o conceito de elasticidade se aplica pra praticamente tudo, ou seja, você pode colocar e tirar da instância quantos HDs eu quiser e a hora que vc quiser. Eu posso parar uma instância (por exemplo, não estou usando ela e não quero ser cobrado.) e ligar ela de novo depois, sem perder nada.

Tópicos Similares

  1. Comentários: 100
    Atualizado: 18-03-2011, 21:43
  2. Onde da pra criar uma mailing list de graça na internet?
    Por TobiasAguiar em Internet, Redes & Telefonia Fixa
    Comentários: 1
    Atualizado: 27-04-2009, 23:11
  3. Comentários: 11
    Atualizado: 13-06-2007, 22:14
  4. Onde posso criar uma porra de blog?
    Por Sublime em Boteco hardMOB
    Comentários: 7
    Atualizado: 22-03-2007, 10:09

Compartilhar

Permissões