Página 2 de 2 Primeira

Os dois inimigos do Brasil.

  1. #26

    Padrão

    Citação SDF
    Cara, larga a mão de ser bobo. Em qual momento postei o texto e falei "aqui esta a verdade absoluta". Chamei a discussão, mas só o fato de não ser Veja já dá credibilidade maior. Pode escrever na Veja o Dalai Lama que já fica comprometido.
    Se você posta aqui e "defende" o ponto de vista do cara, automaticamente você corrobora com o factoide proposto por ele, sem embasamento algum.

    Você, nesse caso, está fazendo o papel que a Veja faz. "Olha, foi ele quem disse, eu só publiquei pois faz parte da minha linha de raciocínio."

  2. Publicidade

  3. #27

    Padrão

    Citação SDF
    O texto tem seus lampejos de delírio sim, mas também é embasado. O trecho acima é um deles. Reparem no traidores brasileiros, dentro desta visão nacionalista, ele esta certo. Mesmo aqui na hardmob estamos repletos de traidores de maior o menor escala. Desde aqueles que sonham com Boston, que seria o menor dos problema a aqueles agem constantemente contra o que seria interessante ao país ou publicam e panfletam em favor de outro país, notadamente EUA.

    1964 foi um destes momentos. Razão da manutenção do país num patamar inferior, pelo menos socialmente falando.



    E só essa frase já vale um tópico. Sempre achei isso. E quando se vê documentários diversos (Michael Moore, Inside Job, dos economistas comprados) percebe-se a teia de roubo e mentira.
    Traidores?
    Agir contra o que seria interessante ao país? Mais o que? O que mais você define como traição ?

    Por que usar palavras tão fortes?

  4. #28

    Padrão

    Citação SDF
    E só essa frase já vale um tópico. Sempre achei isso. E quando se vê documentários diversos (Michael Moore, Inside Job, dos economistas comprados) percebe-se a teia de roubo e mentira.
    nao precisa ver documentario nenhum, eu nao assiti a nenhum documentario para concluir por exemplo, que o sistema de reservas fracionarias é o maior crime organizado que existe na face da terra... existem varios economistas desde 1900 e bolinha que escrevem sobre, e até os loucos dos austriacos nao gostam dele

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=311


    vc que é leigo e conhece economista quando aparece no jornal da globo falando sobre bolsa de valores....


    e EUA é bode expiatorio pra toda teoria da conspiração, mas os banqueiros que mandam naquele país moram em israel, sem contar nas petroleiras....


    PS: michael moore é um lixo e ele nao é tendencioso, é mentiroso mesmo

  5. #29

    Padrão

    Concordo com a teoria do crime organizado, discordo sobre dominação norte-americana/espanhola.

    Dá pra viajar muito nesse assunto, fazer um aparato histórico e ver que as táticas do crime organizado evoluíram demais, já tão presentes no estado que, acredito, não temos mais chances de salvar.

  6. #30

    Padrão

    Os dois inimigos do Brasil:



    e


  7. #31

  8. #32

    Padrão

    Dois inimigos do mundo.
    Mas funciona melhor em um pais povoado por gente que pensa que é algo mas é macaco.

  9. #33

    Padrão

    O que mais você define como traição ?
    Cara, como é bom ver o país se fodendo internacionalmente! Um lado bom do partidão e do governo da sapatão é isso: foder o país. E eu tô gostando disso! Que continue assim.

    Não, não estou sendo sarcástico.
    por ai...

    Bom voltando ao assunto do tópico. To achando que o manolo que escreveu tem fortes tendencias facistas... notaram que ele nomeia dois inimigos? Um interno, para justificar um governo não democratico... uma "ditadura para nos proteger do crime organizado do estado democratico fraco"

    O outro é o externo para justificar uma polita externa agressiva.

    aniway, notei que os unicos que só postaram merda aqui são os direitinhas e reacinhas, tirando o maluco, que como sempre escreveu desatinos vergonha alheia, acho que se o demonho possuir ele de verdade deve sair um papo mais "de gente"


    isso ai é pq as pessoas curtem isso... vide o manolo curintiano que botou uma camera pra vigiar a construção do estadio.... ir assistir sessão da assembleia municipal nem pensar né...

    o negocio beira a irracionalidade, o cara preocupado com a construção de um estadio de futebol, que não vai alterar em nada a vida dele, agora fiscalizar os serviços publicos.. ai quando morre na fila do SUS fica dando xilique.
    Editado por Xi+Yj+Zk em 18-06-2012 às 23:14

  10. #34

    Padrão

    Citação SDF
    LOL

    Você meteu o dedo na ferida. O user "capitalismo" seria um belo exemplo de traidor, ao menos na visão nacionalista do autor do texto.

    Se você pesquisasse direito saberia que os movimentos nacionalistas no Brasil em geral apoiam o Regime Militar, que salvou nossa nação da influência comunista e trouxe um dos períodos de maior prosperidade do país

    E seus posts são no mínimo contraditórios, se você fosse realmente contra a postura do golpe de 64 seria também contra Vargas, visto que foram ambos movimentos de cunho elitista (rev. de 30 e de 64) pra tomar o poder, e igualmente autoritários

  11. #35

    Padrão

    Citação SDF
    O problema do 1964 foi o alinhamento automático com os EUA que representou aquele período. Vargas era um tipo de nacionalista diferente, sem dar o rabo para americano, como é mais praxe aqui.
    O que você considera "alinhamento automático"? Só porque escolhemos (sem ser de forma descarada) o lado capitalista na Guerra Fria significa que demos o rabo pros EUA? De outro lado, se o Jango tivesse instituído um governo com tendências socialistas e próximos de Cuba você diria que estaríamos dando o rabo pra URSS?

    E Vargas entrou do lado dos Aliados na 2ª GM basicamente porque os EUA aceitaram financiar a CSN e nos deram diversos outros empréstimos, financiando inclusive a construção de uma Usina Hidrelétrica aqui. Esse "alinhamento automático" você não apoia?

    Citação SDF
    Este alinhamento automático também representou um golpe contra as demandas populares que eram fortes no período João Goulart, reforma agrária é uma delas. E o sucesso do golpe impediu o sucesso do Brasil, ao menos no que tange se tornar mais democrático, o que reverbera até hoje na distribuição de renda.
    Haviam fortes demandas populares a favor de reformas socialistas sim, o problema é que o Jango tentava forçar demais essas reformas, se aproximou muito dos governos de Cuba, URSS e da China, a intenção dele era óbvia. Basta ver que a insatisfação popular com o Regime Militar era mínima pelo menos até a década de 80 (a oposição era basicamente de guerrilheiros esquerdistas)




    Citação SDF
    O grande truque engana trouxa é enfiar comunismo em tudo, como um espectro que em tudo está. Assim a elite anti democrática do Brasil, que sempre foi anti democrática, impediu que o país saísse do terceiro mundo. Se reforma agrária fosse sinônimo de comunismo, o japão pós guerra, Alemanha, e diversos países hoje ricos, seriam completamente comunistas. Mas se trata apenas de justiça social simples.
    Não é só reforma agrária que o Jango queria, e quando essa situação ficou evidente é que o golpe ganhou força


    Citação SDF
    Ninguem "salvou" o país de nada não com aquele golpe, salvou a injustiça social. Manteve como tudo estava, com desculpa de combater o comunismo, com o apoio, claro, americano, que superestimava o comunismo russo em todo o mundo. Mas sempre tem imbecil para levar a frente esse argumento mesmo.
    Aí que tá, só porque os EUA apoiaram o Regime não significa que nos curvamos a eles nem nada do gênero, significa basicamente que os EUA queriam manter a supremacia capitalista e o Regime era capitalista, simples. Se instituíssimos um governo socialista/comunista, a URSS seria igualmente favorável, isso daí não quer dizer nada

    Parece as vezes que o pessoal não conhece o Exército, quem está no alto comando é treinado desde jovem pra amar a Pátria acima de tudo, a chance de um Lula ou um FHC da vida se curvar perante aos EUA é MUUUUITO maior do que a de um militar. E aliás, veja o patrimônio dos nossos presidentes militares antes da morte pra ter uma noção, daí a gente fala sobre corrupção (pra atender interesses tanto internos quanto externos) naquele regime

  12. #36

    Padrão

    a questão é que vcs dois sao coveiros, a guerra fria ja acabou, os interesses hoje sao outros e vcs tao viajando na maionese....

  13. Publicidade

  14. #37

    Padrão

    2 maiores inimigos:

    1- pt

    2- psdb
    esqueceu de adicionar o principal!

    01 - pmdb (partido fisiológico, no sentido de merda, que segue o fluxo da bosta e fica junto com a bosta independente de pt ou psdb governando, nao presta, ja deveria ter acabado quando acabou a ditadura essa merda)

    Primeiro o cara ataca o PSDB dizendo que o Miro fez uma pergunta que ficou no ar. No ar? Só por que o amigo pagou com cheques de uma empresa? Quem aqui conhece TODOS os amigos dos seus amigos?

    Ao menos a casa era dele e o valor pago pela casa era o valor de mercado, certo? Enquanto outros por ai pagam 400k em uma casa de 3mi e acham isso NORMAL. Além disso, ainda dizem que "não sabe" o quanto vale a sua atual casa no mercado e que não sabe porque não é corretor e tem mais trabalho para fazer pelo estado. Oras, pergunta simples, quem aqui não sabe o valor das suas casas? Principalmente uma pessoa que "batalhou" por uma casa de 3mi não vai saber o valor?

    Segundo, EUA querendo cercar o Brasil? Vai instalar um HAARP aqui também?

    É cada coisa, pqp...

    O problema do Brasil é um único. EDUCAÇÃO!

    Essa mesmo, a que cria pessoas com esses pensamentos imbecis, a que cria políticos que roubam, a que cria pessoas coniventes com o roubo, a que cria pessoas que aceitam essas "ajudas".

    Normalmente pessoas com esses pensamentos RIDÍCULOS em uma sociedade com uma educação boa, são facilmente descartadas por vender ideias sem pé nem cabeça. Já na nossa, ela ganha até tópico na hM (rs) e site com recursos do governo.
    aqui na hardimoóbi teoria da conspiração é o que há, e mais paranóica que o zeitgeist ainda! hahaha.

    igual no tempo do bol em 2001 que circulava e-mail que os estados cuzudos iriam invadir a amazonia!


  15. #38

    Padrão

    dei quote só para dar uns exemplos do que foi essa epoca do regime.
    no brasil ninguem usava detergente, sabe o liquido? sim, a tia maria fazia o sabão em casa e revendia para as vizinhas = futura industria nacional de sabão

    no regime militar veio as industrias de detergetne de fora.... faziam propaganda que o detergente era do bem e o sabão da tia maria era do "mau" e comunista.

    pronto...

    mesma coisa foi o tio gurgel, o osorio e varias outras coisas... foi um passo de volta ao colonialismo no regime militar... a prioridade era construir estadio de futebol, transamasonica (que hoje se ve investimento inteligente que foi) e vender banana para o mundo... e comprar tudo de fora. e tudo isso movido a divida externa

    80% da divida do estado aqui, que praticamente inviabiliza o estado, foi herança dos "salvadores de comunistas".

    inclusive o joão goulart era comunista... era um latifundiario comunista

    se hoje existisse guerra fria, na epoca dos dolares de cuba teria acontecido "uma revolução militar" para derrubar o lula, comunista, que queria dar golpe de estado financiado por cuba, e tudo ia sair na capa da veja.
    Editado por Xi+Yj+Zk em 21-06-2012 às 11:15

  16. #39

    Padrão

    Vejo impressões diferentes de um mesmo passado, nada mais.

    Fiquem no crime organizado, é melhor. O restante é muito conspiração, ainda mais com Dilma no poder.

    Se acham que a relação Cachoeira e Goiás é o ápice, tenho muito mais receio de Dantas/PSDB-PT, muito mais danosa. E ainda estamos longe de ver um Pablo Escobar da vida por aqui.

    Nem por isso fico feliz com a simples falta de ação do estado ao se deparar com a confusão público-privado, bastam alguns poucos exemplos: Lulinha recebe grana da noite pro dia, anos depois Lula altera o PGO e permite a fusão de duas telefônicas concentrando o mercado como nunca; a velha relação corrupta entre empreiteiras e estado; a fortuna absurda de políticos como Newtão, Maluf e outros, sem nenhum tipo de investigação; a propriedade de rádios/tvs por políticos, familiares e laranjas, sem nenhuma ação; a sintonia perversa entre imprensa e políticos.

    Só isso já serve pra rediscutir toda a legislação de crime organizado, de crimes de responsabilidade, etc.

  17. #40
    S

    Registro
    Apr 2009
    Mensagens
    5.695
    Blogs
    2
    Verdinhas
    5446

    Padrão

    Inimigos do Brasil:

    1 - (des)Educação.

    2 - Malandragem.

  18. #41

    Padrão

    Você e o lagosta.
    E os inimigos mais burros do brasil são os neo nazi que nasceram na terra mais miscigenada do mundo.

  19. #42

    Padrão

    Curto ver esse complexo de vira lata que o Brasileiro tem. Só consegue ver os defeitos e não consegue ver os pontos fortes do pais.

    Não to falando que o pais é perfeito, só to dizendo que é necessário perceber os pontos negativos pra que tu possa tentar resolve-los. Ficar dizendo que o pais é uma merda não adianta nada.

  20. #43

    Padrão

    inimigos do brasil?





  21. #44

    Padrão

    Vejo impressões diferentes de um mesmo passado, nada mais.

    Fiquem no crime organizado, é melhor. O restante é muito conspiração, ainda mais com Dilma no poder.

    Se acham que a relação Cachoeira e Goiás é o ápice, tenho muito mais receio de Dantas/PSDB-PT, muito mais danosa. E ainda estamos longe de ver um Pablo Escobar da vida por aqui.

    Nem por isso fico feliz com a simples falta de ação do estado ao se deparar com a confusão público-privado, bastam alguns poucos exemplos: Lulinha recebe grana da noite pro dia, anos depois Lula altera o PGO e permite a fusão de duas telefônicas concentrando o mercado como nunca; a velha relação corrupta entre empreiteiras e estado; a fortuna absurda de políticos como Newtão, Maluf e outros, sem nenhum tipo de investigação; a propriedade de rádios/tvs por políticos, familiares e laranjas, sem nenhuma ação; a sintonia perversa entre imprensa e políticos.

    Só isso já serve pra rediscutir toda a legislação de crime organizado, de crimes de responsabilidade, etc.
    A corrupção aduaneira que ferra a industria brasileira e força o Brasil a desindustrialização...

    A mafia dos commodities que força o Brasil a vender o produto bruto ao invés do produto industrializado...

  22. #45

    Padrão

    O reembolso vitalício de despesas médicas de senadores

    Por Andre Araujo

    O que fazer com uma classe politica que se comporta como a nobreza de Versailles dos tempos de Luis XVI? Em que lugar do planeta se permite a uma classe DESPESAS MEDICAS ILIMITADAS por conta do Tesouro Nacional? Pode gastar o que quiser, como quiser, sem dar explicações, sem necessidade de autorização, sem nenhum tipo de limite, para o parlamentar, sua esposa e seus dependentes, PARA O RESTO DA VIDA, mesmo que deixe de ser parlamentar, desde que tenha servido APENAS POR SEIS MESES, se morrer o beneficio continua para a viuva e dependentes. Essa farra custou R$98 MILHÕES em 2010 e observe que o Senado tem apenas 81 Senadores.

    As despesas podem ser de qualquer tipo, consultas, hospitais, exames, dentista, psicanalista, pode ser no Brasil ou no Exterior. Um deles fez a troca de 22 coroas dentarias de uma só vez. outro gastou R$710 mil em um só ano. Basta apresentar o recibo que é reembolsado, ninguem verifica coisa nenhuma e nem há pericia para saber se o ato medico existiu. Não é preciso muita imaginação para supor o pior. Semelhante desprezo pelo dinheiro dos impostos não existe em Pais algum do mundo.

    E mais ainda, esse seguro saude, pois disso se trata, não custa ABSOLUTAMENTE NADA ao segurado, não precisa pagar nada, é 100% por conta do dinheiro publico.

    Depois reclamam de regimes autoritarios. Com a Democracia fazem isso e ainda acham ruim quando a imprensa publica. O Ministerio Publico Federal está tentando colocar alguma moralidade nessa fogueira., logo Suas Excelencias vão dizer que é uma INACEITAVEL INVASÃO DA AUTONOMIA DO CONGRESSO.

    No Brasil impera um curioso conceito de Democracia. Para eles Democracia é autorização para fazer o que quiser com o dinheiro do contribuinte, não há o minimo respeito pela noção de bem publico de interesse coletivo, Democracia é para ""eu me arrumar"" como diria o Justo Verissimo.

    Charles Louis de Secondat, o Barão de Montesquieu, formulador dos conceitos basicos do Estado democratico moderno, dizia no Espirito das Leis que a democracia so funcionaria na Inglaterra e em pequenas cidades com uma população culta e civilizada, para os demais seria melhor um despotismo esclarecido. Tinha toda razão. Democracia em paises atrasados tem um custo tão alto que as vezes é impagavel.

    Ontem um dispositivo introduzido na PEC 05/2011, pelo Deputado Mauro Lopes do PMDB de Minas, aprovado em uma Comissão Especial por voto simbolico, com a presença de menos de meia duzia de Deputados, suprime o Inciso 11 do Art. 37 da Constituição, que estabelece teto para os vencimentos dos funcionarios publicos dos tres poderes e proibe a acumulaçao de salarios. Por esse dispositivo não haverá mais limite para pagar qualquer salario a funcionarios dos Executivo, Legislativo e Judiciario e fica permitido um funcionario acumular varios salarios de varias fontes.

    E dizer que a sociedade paga impostos para possibilitar esse saque imoral ao Tesouro Nacional.

    De Gazeta do Povo

    MP pede que Senado suspenda reembolso de despesas médicas

    O benefício é vitalício e não há limite às despesas médicas de senador em exercício e dependentes; em 2007, um único parlamentar gastou mais de R$ 740 mil

    O Ministério Público Federal (MP) no Distrito Federal pediu a suspensão do ressarcimento pelo Senado de despesas médicas e odontológicas dos senadores, dependentes, cônjuges e ex-senadores que ultrapassem R$ 32 mil anuais. De acordo com o MP, a suspensão deve valer até que se tenha outra forma de prestação dessa assistência, menos custosa, e seja regulamentada por aprovação dessas regras em Plenário, no prazo máximo de 90 dias.

    O MP afirma que faltam parâmetros objetivos para o reembolso e que os custos desse benefício são altos. Em 2010, de acordo com o MP, o Senado gastou quase R$ 98 milhões para atender cerca de 23 mil beneficiários. Na Câmara, o gasto foi de R$ 68 milhões para quase 26 mil usuários, enquanto o Ministério Público da União desembolsou R$ 31 milhões para prestar auxílio a mais de 31 mil beneficiários. Um exemplo de possível irregularidade apontada pelo órgão é o reembolso de quase R$ 78 mil concedido a um senador por conta da colocação de 22 coroas de porcelana em 2009.

    "Além de irregularidades formais nos atos que regulamentam o auxílio (que deveria ter sido criado por resolução aprovada em Plenário e não por mero ato da Comissão Diretora), o órgão aponta distorções nos valores gastos e na forma como os procedimentos são autorizados pela casa legislativa", afirmou o MP nesta quarta-feira (20).

    Segundo o órgão, o programa de assistência à saúde aos parlamentares abrange todo tipo de atendimento médico, odontológico ou psicoterápico, inclusive fora do país, sem ressalvas.

    "Não há uma lista de procedimentos cobertos tampouco uma tabela de preços para pagamento de instituições e profissionais, que podem ser escolhidos livremente pelos beneficiários. Também não há contrapartida por parte dos parlamentares, que não recolhem, em momento algum, qualquer contribuição. A assistência é paga integralmente com recursos públicos", afirma.

    O benefício é vitalício e não há limite às despesas médicas de senador em exercício e dependentes. Em 2007, por exemplo, mais de R$ 740 mil foram gastos com um único parlamentar. Para ex-senadores e cônjuges, o teto anual de gastos é de R$ 32 mil, mas documentos analisados pelo MP apontam que o valor não tem sido observado. Já para despesas odontológicos e psicoterápicas, o limite anual de gastos - nem sempre respeitado - foi fixado em cerca de R$ 26 mil.

    Em 2010, o MP já havia recomendado que o Senado adotasse medidas para sanar as irregularidades. Mas as orientações não foram atendidas, o que levou a abertura da ação civil agora.

    http://www.advivo.com.br/blog/luisna...s-de-senadores

  23. #46

    Padrão

    Alguns acusam o governo militar de subserviência aos Estados Unidos, mas se olharmos para o histórico das relações entre esses países, é possível afirmar que o período de maior desgaste foi justamente entre 1964-1985. O interessante é que até notórios petistas como Luiz Alberto Moniz Bandeira reconhecem esse traço fortemente nacionalista dos governos militares: "Ao contrário da Argentina, onde a junta militar, sob a presidência de Galtieri, estreitou vínculos com os falcões de Washington e exportou assessores militares, com experiência em guerra suja, para ajudar o governo de El Salvador a combater as guerrilhas na América Central, o Brasil, apesar do caráter fortemente anticomunista do regime militar, não quis envolvimento com as políticas agressivas implementadas pelos EUA, desde a ascensão de Reagan à presidência da República. O presidente Figueiredo não apenas se recusou a fornecer um batalhão de paraquedistas, com a missão de ocupar, juntamente com os militares americanos, o aeroporto de Paramaribo, no Suriname, como obstou que os EUA invadissem esse país, porque seu presidente, Desi Bouterse, tendia a aproximá-lo de Cuba". (BANDEIRA, Luiz Alberto Moniz. Brasil, Argentina e Estados Unidos Conflito e Integração na América do Sul. Editora Civilização Brasileira, p. 453).

    As relações Brasil-Estados Unidos foram bastante conturbadas nesse período. Cito alguns exemplos:

    Em 1970, o Brasil ampliou os limites marítimos de 12 para 200 milhas, contra o qual a Casa Branca protestou.

    Em 1977, O Brasil rompeu o acordo militar com os Estados Unidos, em represália às críticas deste em relação aos direitos humanos. Detalhe: O governo Lula, no último ano de mandato, celebrou um acordo militar com os americanos nos moldes do que já existia.

    Nos primeiros anos do governo Castelo Branco, o Brasil estatizou o sistema de telecomunicações, cassando a concessão das empresas ITT, da Italcable e da Western Telegraph. O mesmo ocorreu em relação ao setor de informática, com a cassação da licença da IBM, em benefício das empresas com capital 100% nacional.

    Durante a guerra civil em Angola, o Brasil apoiou explicitamente o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola), de orientação marxista, em detrimento do UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola), que contava com suporte americano.

    Em 1975, Brasil e a República Federal da Alemanha fizeram um acordo que resultou na criação das usinas nucleares Angra I e II, contra os planos dos Estados Unidos, que nos impuseram um embargo.

    Em 1969, através do Decreto-lei n° 494, limitou a compra de terras por estrangeiros, graças aos protestos do general Affonso Augusto de Albuquerque Lima, Ministro do Interior.

    Também é daquela época a Lei nº 6.288 de 11 de dezembro de 1975, que reservou o transporte de cargas para empresas com no mínimo 67% de capital brasileiro, por sugestão do general Dyrceu Nogueira de Araújo.

    Idem para a criação da EMBRAER (1969), que levantou do nada uma indústria aeronáutica genuinamente nacional, por insistência do brigadeiro Márcio de Souza Mello, Comandante da FAB na época.

    Também é de lá o Decreto-Lei nº 1.240 de 11 de outubro de 1972, que concedia abatimento de IR às empresas que processasem minérios abundantes, desde que na composição acionária das companhias houvesse no mínimo 51% de capital nacional.

    O Decreto-Lei nº 330 de 13 de setembro de 1967, restabeleceu o dispositivo que exigia dos exportadores de minerais a devolução ao Estado dos elementos nucleares associados aos materiais exportados, por sugestão do general José Costa Cavalcanti, Ministro das Minas e Energia.

    Por sua vez, o Decreto nº 71.615 de 22 de dezembro de 1972, que declarou "áreas de segurança nacional" todas as faixas de 100 km de largura à margem das rodovias na Amazônia, estipulando que nessas terras os empreendimentos de colonização agrícola, pecuária e atividade industrial seriam submetidos pela iniciativa privada à avaliação da SUDAM, devendo esta observar o seguinte: "na aprovação dos projetos de que trata o artigo 1º terão prioridade os empreendimentos nacionais ou de capital nacional majoritário".

    Também foi naquele período que o Brasil diversificou suas parcerias comerciais, reduzindo sua dependência do mercado norte-americano: em 1964, os EUA absorviam 48% das exportações brasileiras, percentual que caiu progressivamente para 17% nos 15 anos seguintes, na medida em que o País intensificou suas trocas com a CEE, o Japão, a África e o Oriente Médio.

    Por fim, data de 1973 a criação da CEME, que tentou (sem sucesso, admita-se) erguer uma indústria farmacêutica de capital brasileiro, por sugestão do general Idálio Sardenberg, Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, bem como o Ato Normativo nº 15 de 11 de setembro de 1975, expedido pelo INPI quando este era presidido pelo capitão Thomaz Thedim Lobo, que obrigava as multinacionais a transferir sua tecnologia quando se associassem a empresas brasileiras.

  24. #47

    Padrão

    Quando li o título pensei que falavam do PT e do Maluf.

Página 2 de 2 Primeira

Compartilhar

Permissões